quinta-feira, 30 de março de 2017

Intolerância Religiosa: Entre Deuses e os Demônios Urbanos

Diz Jornal Edição 172
Leia Agora

O Embuste da Lista Fechada
L
ista Fechada é mais um embuste desses maus políticos, que vendo que não conseguirão se eleger diretamente querem aplicar esta manobra. É simples: entram na lista os "caciques" do partido (os mesmos que manobram as verbas do Fundo -milionário- Partidário). O eleitor terá que votar num partido, ao invés de um candidato. Quem estiver na lista, principalmente nas primeiras posições, serão os eleitos. Ainda que sejam os mesmos, corruptos, safados, cheios de ações na Justiça contra eles. Como já existe muita rejeição popular à idéia, os malandros estão propondo uma solução de "meia- pernada". Ou seja: a lista continua, mas com uma divisão, (meio a meio) onde elege quem está nas primeiras posições da lista e quem tenha sido bem votado em separado. Na verdade duas listas. Uma fechada para proteger os corruptos poderosos. E a outra para os que vão se danar para serem eleitos, especialmente sem recursos, pois os "donos dos partidos" decidem para onde vai a verba partidária. Pura perversidade.

Conflito de Competência (Dupla)
Uma notícia veiculada pelo "jornal do prefeito de Niterói" de forma conveniente e maldosa, fez parecer que o Juiz Alexandre Scisinio, da 9ª Vara Civil, teria indeferido a liminar proposta pelo Ministério Público, em Ação que pede a interrupção da circulação de veículos sobre o Mergulhão Ângela Fernandes. Para isso esclarecemos: O juiz da 9ª Vara Civil, não rejeitou o pedido. Apenas considerou haver Conflito de Competência, visto que já existe outro processo ajuizado pela Escopo Engenharia e o Magistrado enviou o processo para o TJ para que ele determine a quem pertence a competência para o julgamento. A ação está viva e seguindo. O MP não recuou nem um centímetro (como maldosamente espalham pelas ruas) e as suspeitas a respeito da segurança da obra continuam. Torçamos para que nada de mal aconteça, principalmente se for atingir os passantes inocentes naquela

Bom Churrasquinho
Ninguém agüenta mais piadinhas com churrasquinho de papelão. Toni Ramos chamando para comer carne podre e essas coisas. Por que acabam cansando? Porque o problema é sério. Nós é que temos esse espírito brincalhão. É normal.
A mais nova Operação da Polícia Federal foi uma operação comum e que deveria ter sido realizada há muito tempo, mas que a própria imprensa cuidou da fazer estardalhaço e sabemos a verdadeira razão: há alguma ligação de um dos filhos de Lula com um dos frigoríficos, nunca comprovada.  Nessa de fazer uma escuta aqui e outra ali, pronto, descobriram que 3 frigoríficos entre mais de 3.000, estavam praticando fraude nos alimentos. Nem precisa quebrar a cabeça fazendo cálculos: dá 0,1%, ou seja, uma minúscula parte dos frigoríficos está praticando o esquema de carne podre, ácido sei lá o que, cabeça de porco e tudo aquilo que tem sido motivo de notícia. A questão do papelão é ridícula. O que foi veiculado em gravações não dá certeza de que papelão tenha teria sido misturado à carne, efetivamente. E acha mesmo que não seria notado pelo consumidor final? Não seria comentado por algum funcionário?

Intolerância Religiosa:
Entre Deuses e os Demônios Urbanos.
A humanidade através dos tempos matou mais em nome de Deus que todos os demônios conseguiram em suas guerras. A verdade é que filosoficamente, em nome da purificação das guerras santas, derramam sangue dos justos e injustos, e lançam povos contra povos: palestinos contra judeus, católicos contra protestantes, e a versão mais moderna, dos evangélicos contra os afro-religiosos (Candomblé, Umbanda e outros desdobramentos cruzados). É claro que se pesquisarmos bem, atrás de muitos conflitos desta ordem encontraremos outros fatores motivacionais, inclusive os de origem econômica e financeira, além da possessão de bens e territórios.  Sabemos que o preconceito e a tentativa de manter a supremacia de uma religião sobre as outras se baseia em pseudo certezas e manipulações impositivas. Quem viu Hitler perseguir os judeus sabe que as razões raciais e econômicas foram muito maiores do que religiosas. Mas, a religião sempre entra como moeda de troca em todas as guerras. A incapacidade intelectual e até mesmo espiritual de aceitar uma prática religiosa diferente é o pior problema. Temos no Brasil uma multiplicidade imensa de religiões e aparentemente o brasileiro convive bem com esta diversidade, que vai dos cristãos católicos, ortodoxos, presbiterianos, batistas, maronitas e por fim as denominações evangélicas com diversas tendências e formatos. Temos os budistas e o Bahá'í. Ainda o Mormonismo, Espiritismo, Judaísmo, Neopaganismo, Hinduísmo, o Islamismo e por fim as Religiões afro-brasileiras e indígenas. Estas, mais perseguidas por preconceitos muito anteriores, ligando alguns cultos a bruxaria e demonismo, como é o culto dos vodus, vindo das Antilhas.

Não quer mais receber nossa edições envie um emial para:
criacao.dizjornal@gmail.com




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário