quarta-feira, 13 de julho de 2016

Casota: Não dá para Brincar com a Cidade

Diz Jornal Edição 156
Leia Agora

Mágica (Pag2)
Meu maior temor, quando o assunto é filme baseado na "realidade", é justamente o tipo de abordagem que o diretor deseja fazer. Será que ele objetiva apenas "tirar uma foto" do passado e postá-la no presente? Será que a ideia é elaborar uma releitura dos fatos, de forma critica? Desejaria, por outro lado, reconstruir, de forma divergente ao que o status quo conhece, os eventos outrora contados? Objetivaria o diretor, distorcer, de alguma forma, os episódios, tendo a ironia como ponto de partida? Enfim, seja qual for o intento do diretor, a minha preocupação é que ele o faça de forma descompromissada. Tocar no verídico é falar da vida, de protagonistas tangíveis, da memória mundial. É preciso ter luvas de pelica, mente de historiador, coração de geólogo e mãos de cirurgião para estudar as profundidades do passado sem borrá-lo, arranhá-lo ou danificá-lo.

Casota: Não dá para Brincar com a Cidade (Pag3)
Ele é advogado, tem 44 anos, pai de duas filhas, é muito conhecido na cidade; gosta de futebol e inclusive, é Benemérito da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro. Além disso, é empresário, diretor da Ethos Sports e da Go Autoescola, onde é diretor jurídico e financeiro. Seu nome é Carlos Otávio Dias Vaz, mas, é conhecido desde criança como Casota, que lhe confere identificação seletiva e popularidade.
Por ser inquieto, Casota, além das muitas atividades profissionais está sempre envolvido com outras atividades públicas. Já foi subsecretário municipal Regional do Ingá e do Centro de Niterói, ajudou a reorganizar o PSDB de Niterói, onde foi secretário do Diretório.
A Cidade de Niterói vive um momento muito especial, sendo a vizinha mais próxima do Rio de Janeiro, onde daqui a poucos dias será sede das Olimpíadas e Paraolimpíadas; vamos entrar num período de eleições municipais e as informações sobre a segurança divergem na percepção da população e do discurso oficial. Convidamos Casota, cidadão da cidade, comprometido com o bem estar do município, para opinar e debater a real situação do município.

Uso e Desuso do Nome Alheio (Pag6)
Este túnel que liga o Cafubá ao bairro de Charitas, além todas as distorções e polêmicas que tem causado e ainda vai dar muito que falar, tem uma marca inicial que o estigmatiza. Por decreto, o então prefeito de Niterói, Godofredo Pinto, deu-lhe o nome do ex-governador Togo de Barros. Até aí... Uma merecida homenagem. Entretanto, preocupado em causar boa impressão e atualidade, o atual prefeito Rodrigo Neves, sem considerar nenhuma regra de civilidade e cortesia, trocou o nome do túnel para Luís Antonio Pimentel, que faleceu recentemente. É claro que o Pimentel é merecedor dessa e de qualquer outra homenagem; mas, ele era um homem justo e respeitava os outros, e jamais permitiu que usassem a sua imagem e nome para fins políticos eleitorais. Portanto, esta "homenagem" está em desacordo com o que Luís Antonio Pimentel pensava e não permitia ser usado para fins pessoais, deste ou de qualquer outro político. Ele nunca fez este tipo de concessão.

O Nome para Prefeitura de São Gonçalo (Pag7)
José Luiz Nanci, é médico, nasceu e se criou em são Gonçalo, é casado e pai de dois filhos, Traz a tradição da família Nanci e  foi eleito vereador por cinco mandatos. É deputado Estadual desde 2010. Preocupado com a ecologia Zé Luiz, como é conhecido, aprovou projetos como: declara como Patrimônio Cultural, Ecológico, Turístico e Histórico do município de São Gonçalo as Praias da Boioia, Caieira,                                   Focinho de Porco, da Luz, da Beira, São Gabriel e São João (todas na Ilha de Itaoca);
Tornou a Praia das Pedrinhas Patrimônio Cultural, Ecológico, Turístico e Histórico do município de São Gonçalo. É o pré-candidato a prefeito pelo PPS. É um nome a ser votado para o bem da cidade de São Gonçalo, carente de uma atenção ecológica permanente.

Pela Glória dos Deuses (Pag9)
O Monte Olimpo caiu e precisa de você para retornar aos tempos de glória. Em suma, esse é a base do enredo do game Olympus Rising, um jogo para Android e iOS que mistura dinâmicas de estratégia e simulador.
Inspirado na mitologia grega, Olympus Rising é um jogo de estratégia em tempo real com incríveis gráficos em terceira dimensão. Com uma jogabilidade prática e instigante, o game ainda oferece interface objetiva e totalmente traduzida para o português. O jogador assume o papel de um deus menor que irá ajudar Zeus e Hades a reconstruir a glória do Monte Olímpio, com a missão de reconquistar territórios, recrutar heróis e administrar os recursos necessários para reconstruir a sede do império e o seu poder.

Não quer mais receber nossa edições envie um emial para:
criacao.dizjornal@gmail.com




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário