terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Tarifa mototaxistas: usuários estão insatisfeitos com preço


Usuários já receberam cobrança de até R$ 10,00. A SMT garante que vai fazer valer o que determina o decreto municipal.

 


SMT garantiu que vai coibir irregularidades
Santarém - Os usuários de mototaxistas em Santarém estão insatisfeitos com o serviço oferecido pelos permissionários. A principal reclamação é em relação a cobrança indevida do valor da tarifa, acima do que foi estabelecido pela prefeitura. A Secretária Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT) se pronunciou sobre o assunto e garantiu que vai fazer valer o que determina o decreto municipal.

O estudante Glebson Viana passou pela situação. Ele afirma que em uma corrida do bairro Aparecida até a Nova República, um mototaxista cobrou R$ 10,00. “Peguei sem perguntar o preço. Quando eu cheguei aqui que perguntei quanto era, ele me cobrou dez reais. Aí eu falei, cara é absurdo, eu vou te dar no máximo sete reais já achando além da conta. E ele disse: ‘você vai ter que me pagar dez reais, eu te trouxe até aqui’. Aí eu fui para trás da moto para tentar ver a placa e fazer uma denúncia”, conta. 

leia também...

·         Farinha dobra de preço em 12 meses no Pará

·         Aumento no preço do combustível deve ser maior no Pará

·         Tarifa de energia irá reduzir 18,83% no Pará


De acordo com o decreto municipal de 2009 que ainda está em vigor, o valor cobrado pelos mototaxistas deve obedecer a tabela da secretaria de trânsito e do sindicato dos mototaxistas de Santarém. Na região que compreende o centro da cidade até as avenidas Cuiabá e Moaçara, o preço da corrida é R$ 3,00. A partir desses pontos o valor cobrado é de R$ 4,00 e em corridas para locais mais distantes o pagamento pode ser combinado entre o passageiro e o mototaxista. Quem desobedecer este decreto pode sofrer penalidades.


(Arte: Tato Gomes)



“Se o mototaxista infringir o decreto e ultrapassar o valor de três reais naquela área que é cobrado esse valor ele sofre uma penalidade de em média R$ 50,00”, enfatiza a secretária da SMT, Heloísa Almeida.

A secretária informou que as denúncias já chegaram até órgão. E destacou que a partir de agora devem tomar as providencias para coibir esse tipo de irregularidade. “O departamento já está com essas denúncias. São poucas, mas temos. Nós vamos chamar os permissionários e vamos aplicar a lei”, finaliza.

Redação Notapajos com informações de Débora Cibele

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário