segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Serviço de mototáxi passa por regulamentação, em Guajará-Mirim

20 / jan / 2013

inShare

Os mototaxistas atuam no município de Guajará-Mirim (RO) desde 2009, mas somente em maio de 2012 foi aberto o processo de licitação para regularização do serviço no município. Os profissionais que não se adequarem aos padrões estabelecidos pelo Código Nacional de Trânsito serão proibidos de exercer a função a partir de fevereiro deste ano.

De acordo com Sebastião de Souza Filho, presidente do sindicato da categoria, o investimento para a regulamentação é de cerca de R$ 1,4 mil para o mototaxista. “Estamos à disposição para orientar quem está habilitado e quem não está, pois estes não estão aptos a prestar o serviço a população”, disse Sebastião.

Márcia Costichy, trabalha como mototaxista há quatro anos e diz acreditar que as novas exigências vão trazer benefícios para a categoria. “A gente não pode evitar todos os acidentes, mas com pessoas preparadas é mais difícil de acontecer”, disse a mototaxista.

Terezinha Antelo, aposentada, acredita que a nova regulamentação seja positiva. “O transporte é mais barato e a gente se sente mais a vontade”, acredita Terezinha.

Na primeira fase foram abertas 130 vagas para emplacamento do veículo, mas apenas 63 mototaxistas estão cumprindo as exigências. Enquanto isso, grande parte continua atuando fora dos padrões estabelecidos.

Maria de Jesus Badra, chefe da 1ª circunscrição regional de trânsito em Guajará-Mirim, alerta que o não cumprimento das exigências e a não regulamentação dos trabalhadores que atuam no ramo poderá ocasionar penalidades.

Fonte: G1/RO

Imagem ilustrativa

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário