quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Motoboy de 57 anos bate em ônibus e morre em cruzamento de Piracicaba

Motorista do transporte coletivo municipal está a 3 meses da aposentadoria.
Condutor de caminhão teria tapado visão ao fazer uma conversão proibida.

Do G1 Piracicaba e Região

Comente agora

Motociclista morre após colidir em ônibus do transporte coletivo de Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)

Um motociclista de 57 anos morreu depois de bater em um ônibus na manhã desta quarta-feira (30), no distrito Unileste, em Piracicaba (SP). Micheli Antônio Simone trafegava pela Avenida Comendador Leopoldo Dedini quando, no cruzamento com a Avenida Capitão José Pinto Siqueira, colidiu na lateral do veículo. O motorista do coletivo diz não ter visto a vítima.

Segundo a advogada da empresa de transporte coletivo, que não quis se identificar, o motorista de ônibus seguia pela avenida e quando decidiu entrar à sua esquerda perdeu a visão da outra via porque um caminhão fazia uma conversão errada. Uma operadora de produção, que estava dentro do ônibus, disse que ouviu um barulho forte, como de um pneu estourando.

O motorista não quis falar com a reportagem do G1. Segundo outra testemunha, que também não quis se identificar, ela deu uma informação ao motorista do caminhão sobre a localização da Caterpillar. "E logo depois eu vi ele fazendo a conversão proibida."

A reportagem apurou que, no cruzamento das duas avenidas, há sinalização de Pare nos dois lados. O motorista do ônibus está a três meses da aposentadoria.

A vítima trabalhava como autônomo e fazia entregas em empresas. Ele seguia para uma companhia do Unileste para fazer uma corrida. A mulher de Simone disse que ela deveria fazer a entrega desta quarta, mas que houve a troca antes da saída. Ela conta que o marido sempre foi cauteloso no trânsito. 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário