segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Mototaxista bate em muro e morre na hora

Tamanho da fonte: 

Mais um grave acidente envolvendo motociclista foi registrado na manhã de ontem. O mototaxista Jhonne Leal de Albuquerque, de 29 anos, morreu após colidir com um muro na avenida Pedro Álvares Cabral, próximo à Doutor Freitas.

Segundo testemunhas, o acidente aconteceu por volta das 7h30 da manhã. “Eu vinha atravessando a rua com a minha esposa quando ele passou a praticamente 100 Km por hora. De repente, ele perdeu o controle da moto e colidiu com a grade. O impacto foi tão grande que o corpo dele foi arremessado contra o muro”, contou José Carlos Pinheiro.

O detalhe fundamental para que o mototaxista morresse foi a falta do uso do capacete. O objeto de segurança, que permaneceu intacto, estava no braço da vítima. Com a força da batida, Jhonne teve o rosto afundado e partido. As testemunhas do crime ainda tentaram prestar socorro, mas Jhonne agonizou até a morte.

Além de trabalhar como mototaxista, Jhonne realizava uns “bicos”. Durante o dia de ontem, ele realizou trabalhos como eletricista e havia dito para amigos que não ia “rodar na praça” como mototáxi, mas durante a madrugada acabou mudando de ideia. A suspeita é que Jhonne tenha dormido na direção, embriagado. 

Um mototaxista que trabalhava com ele contou que a vítima não gostava nem costumava usar capacete quando andava de moto. “A gente sempre conversava com ele e dizia para usar o capacete, mas ele dizia que não gostava de usar e também não exigia que os clientes usassem”, disse Jorge Trindade.

(Diário do Pará)

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário