quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Mototaxi: Agetrat exige padronização de motocicletas na

Escrito por Leonardo Cabral   

Ter, 16 de Outubro de 2012 09:20

 

Mototxistas tem até 30 de novembro para regularizar a cor das motos./ Foto: Capital do Pantanal.

Corumbá (MS)- Todos os mototaxistas regularizados no município de Corumbá, deverão estar padronizando a cor das motos, é o que informa o Diretor e Presidente da Agetrat, Sicard Barros. Conforme ele, as motos têm prazo até 30 de novembro deste ano para mudarem a cor, onde todos deverão estar pintadas de branco.

Esta padronização segue a legislação municipal, quando ficou estabelecido entre a Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat), Ministério Público e os próprios profissionais credenciados para trabalhar como mototaxistas na cidade.

“Foi feito uma reunião entre todos e decidimos a padronização das motos, sendo que vamos coibir os clandestinos e efetuar ainda mais a segurança não só dos profissionais como as dos passageiros, que deverão ficar sempre atentos ao utilizar o serviço de transporte desta natureza”, é o que diz o Sicard Barros aoCapital do Pantanal.

O Diretor e Presidente da Agetrat, ainda informou que caso o mototaxista não esteja regularizando, ficará impedido de trabalhar com o transporte de pessoas. “A lei será válida e vamos cobrar, pois isso, reflete na segurança de todos e caso não seja cumprida, o profissional será impedido de trabalhar como moto táxi em Corumbá”, afirma.

A regra será para todos e vamos coibir o trabalho dos clandestinos, afirma Sicard./ Foto: Capital do Pantanal.

O prazo para pintura das motocicletas com a cor branca vai até o dia 30 de novembro. A padronização está prevista no artigo 19 da legislação municipal. Cita ainda que para a prestação do serviço de moto táxi, as motocicletas não poderão ter mais que cinco anos de fabricação, assim atestado por vistoria do órgão executivo de trânsito e transporte do Município de Corumbá; potência mínima de 125 CC e máxima de até 250 CC, com cinco marchas, vedado o uso do tipo “trail”; possuir dois espelhos retrovisores; para-barro dianteiro e traseiro, além de peças conhecidas como mata-cachorro dianteiro e traseiro.

“É fácil e rápido, basta o moto táxi vir até a Agetrat, onde será feito uma vistoria nos veículos, após isso, estaremos oficializando um documento que ele deverá apresentar no Detran do município, para que a pintura possa ser válida”, fala Sicard.

Ainda conforme Sicard, caso não pintem da cor branca, ainda há outra opção, é só padronizar os veículos com adesivos da cor estabelecida, já que é lei, sendo que muitos, poderão encontrar problemas na hora de vender as motos. “Basta adesivar o veículo que tem que ter ao menos 80% da cor pedida, mas para não acontecer problema algum, a recomendação é pintar as motos”, revela.

A pintura deste meio de transporte deve variar entre R$ 350,00 a R$ 600, é o que informa a Agetrat.(com informações Assessoria de Imprensa). 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário