sábado, 8 de setembro de 2012

Bruno Tavares, um moto profissional sem igual



 Imagens
Bruno Tavares é autor do livro "O Motoboy do Amor".
Bruno Tavares é autor do livro "O Motoboy do Amor".


Bruno Tavares.
Bruno Tavares.


Bruno no programa Hoje em Dia.
Bruno no programa Hoje em Dia.

By Jaime Nazário, Clique no nome do autor ao lado para comentar.

Segunda, 3 Setembro 2012

Bruno, 36 anos, libriano de 26 de setembro, é motoboy há quase 14 anos e se destaca dentre os seus pares de profissão por vários motivos, dentre os quais já ter até se tornado uma celebridade nacional, inclusive com participações em programas de TV de grandes redes como Jô Soares, Márcia Goldschmidt e Ana Hickmann, dentre outros.

Um dos muitos fatores pelos quais Bruno é conhecido é pelo livro que ele editou em 2004, cujo título é bem chamativo: "O Motoboy do Amor". Pois é, Bruno se tornou famoso por ter registradas quase setecentas conquistas amorosas até 2010, ano em que o "Don Juan" conheceu sua atual amada, Giovana Tavares, e, por conta disto, como seria de se esperar de um homem sério, parou de contar.

Bruno, em seu livro, relata dicas, truques e cantadas, segundo ele, infalíveis. O rapaz afirma que para alcançar esta "proeza", teve de se superar, pois, na sua época de colégio, era considerado um "patinho feio" e era extremamente tímido. "Fui me soltando com o passar do tempo. Eu procurava agir diferente dos outros rapazes e sempre me mostrava amoroso e dedicado para com as garotas. Na verdade, nem todas acabam caindo na minha conversa, mas é uma questão de estatística, pois tem sempre que ficar tentando e, de cada dez abordagens, pelo menos em duas me dava bem", comenta o autor. "Mas, para saber mesmo como me dei tão bem ao longo deste tempo, tem que comprar o livro, que serve tanto para eles quanto para elas", finaliza Bruno sobre este assunto. O livro pode ser adquirido no site www.editoraage.com.br pelo singelo preço de apenas R$ 18,00.

Outra curiosidade acerca deste singular motoboy é a coleção que ele faz de gírias que são da sua "tribo". Há algumas expressões muito interessantes, e até divertidas, como, por exemplo: "sequelado", que significa estar cansado; "patroa on line", que significa que a "patroa" não para de chamar no celular; "verdinho", que designa aqueles que recém começaram na profissão; "motoboy de borracha", que, ao contrário do que se possa imaginar, seria aquele que não se machuca quando cai, é aquele que não conhece direito as ruas de sua cidade; "D.Ó", que vem de "doador de órgãos", pois serve pra falar daqueles motoboys que arriscam a vida pra chamar a atenção dos outros, "dar um cavalo", que é ajudar um colega que ficou com a moto estragada na rua; "motoold", motoboy com mais de 45 anos.

Sempre muito simpático e engraçado, talvez por isso tenha conseguido se tornar um conquistador, pois, dizem, as mulheres gostam de homens divertidos, adora falar das gírias que usualmente emprega com seus colegas, mas sabe ser sério e competente no seu ofício. Pra se ter uma ideia, nunca sofreu um acidente sequer, um caso muito raro pra quem roda todo dia pela cidade, em média, mais de 300 Km em um tráfego intenso e estressante. Sua moto é de 2005 e já conta em seu hodômetro mais de 470 mil Km rodados.

"Nós motoboys somos os heróis da vida real, mas não indestrutíveis. A qualquer momento podemos morrer. Não faça rachas, não brinque no trânsito e, acima de tudo, não provoque os motoristas, pois estes estão em vantagem sobre quem está de moto", recomenda Bruno.

Enviado via iPad

Nenhum comentário:

Postar um comentário