sábado, 4 de agosto de 2012

Governo de SP quer mais de seis mesespara capacitar motoboys


Até agora apenas 10.000 profissionais fizeram o curso exigido pelo Contran

Márcia Francês, do R7

motociclistaDaia Oliver/R7

Até agora apenas 10.000 motoboys fizeram o curso de capacitação exigido pelo Contran. Sindicato estima que 500.000 profissionais atuam em todo Estado



Publicidade

O governo do Estado de São Paulo acredita que o novo prazo de seis meses não é suficiente para capacitar todos os mototaxistas e motofrentistas do Estado. Até agora apenas 10.000 profissionais fizeram o curso de capacitação exigido pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito), desses metade fizeram o curso na capital. Segundo estimativa do Sindimoto (Sindicato dos Mensageiros, Motociclistas e Ciclistas) de São Paulo e região, 500.000 profissionais atuam em todo Estado.

Nesta quinta-feira (3), o Contran adiou, pela terceira vez, a adoção de normas mais rígidas para motoboys no País. As novas regras, que entrariam em vigor neste sábado (4), foram prorrogadas para fevereiro do ano que vem.

O motivo para o novo adiamento foi a falta de vagas no curso obrigatório que os motoqueiros terão de fazer para trabalhar com motofrete. Sem esse programa, os profissionais não podem receber a licença municipal. 

Quem quiser virar motoboy em SP vai ter que gastar nove salários-bases para começar a trabalhar 

Segundo Daniel Annenberg, coordenador do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de São Paulo, o governo já pensa em uma nova prorrogação.

—De fato, é um prazo curto. Vamos fazer todo o possível para cumprir, mas vamos tentar, junto ao Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), aos poucos, a possibilidade de ter uma pouquinho mais de prazo para conseguir alcançar toda a categoria.

O Detran, a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional e o Sindimoto, se reuniram, nesta sexta-feira (3), para planejar o que fazer a partir do novo prazo dado pelo Contran. Até ontem, apenas o Sest (Serviço Social do Transporte), o Senat (Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) e os órgãos municipais de trânsito podiam capacitar os motoboys. Com isso, havia apenas 1.500 vagas por mês, na capital, nos cursos oferecidos por esses órgãos.

O Secretário Estadual de Planejamento e Desenvolvimento Regional, Júlio Semenghini, disse que, a partir de agora, auto-escolas, entidades de ensino e o próprio sindicato também poderão dar o curso de capacitação. As regras de credenciamento serão definidas na próxima semana. Também, serão viabilizadas novas linhas de financiamento para equipamentos e motos.

Desde o ano passado, 10.000 motoboys fizeram gratuitamente o curso de capacitação. Já estão disponíveis mais 20.000 vagas gratuitas, com investimento de R$ 3, 2 milhões. Mais 3.000 vagas serão disponibilizadas, nos próximos dias, pela Secretaria Estadual do Trabalho.

Além disso, o Secretário anunciou um novo programa a ser lançado na semana do trânsito, em setembro. O Observatório do Trânsito vai analisar todos os dados para direcionar as ações voltadas para o assunto.

—O Detran vai fazer a gestão desses dados, junto com os departamentos de trânsito, hospitais, secretarias de saúde, para a população poder, junto dos motofrentistas e todos nós, acompanhar qual a efetividade prática desse programa. 

O presidente do Sindimoto, Gilberto Almeida dos Santos, confessou que ainda há resistência dos profissionais às novas regras do Contran. Mas, segundo ele, quem quiser continuar na atividade terá de se adequar, como aconteceu com outras profissões.

—O caminho para a gente dar uma cara para a categoria é a regulamentação. 

layout_motoboy-700x550

Londres 2012

R7 transmite os Jogos Olímpicos de Londres em cinco canais exclusivos, 24 horas. E durante os Jogos, além da transmissão ao vivo e com sinais exclusivos, você encontra no portal todos os vídeos de todos os melhores momentos da maior disputa esportiva do mundo. Até o dia 12 de agosto, Olimpíada é no R7, Record e Record News, os canais oficiais de Londres.


Enviado via iPad

Nenhum comentário:

Postar um comentário