quinta-feira, 19 de julho de 2012

Reunião discutiu a fiacalização da resolução 356 a partir do dia 04/08 em SP

 

 

 

Ontem, dia 17 de Julho, estiveram reunidos o Sr. Fernando Aparecido Souza, presidente do SEDERSP, a Sra: Maria Cristina Hoffmann coorderadora geral do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), juntamente com os representantes das instituições SERT (Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho), DETRAN.SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo), Polícia Militar, SMT (Secretaria Municipal de Transportes), DTP (Departamento de Transportes Públicos), CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), SINDIMOTOSP, ABRACICLO, O Serviço Social do Transporte (SEST) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT) e o SETCESP.

Na reunião, que teve duração de 4 horas, discutiu-se uma forma de viabilizar a fiscalização que ocorrerá no dia 04 de Agosto, onde a Lei 12.009 e suas resoluções serão fiscalizadas. Visto que não há interesse por parte dos motoboys em se regularizarem, o próprio governo e seus órgãos públicos não tem como atender a demanda dos cursos de 30 horas ( o SestSenat tem vagas para 1.700 alunos por mês), a prefeitura de São Paulo também não tem como atender a demanda por licenças e cursos (a CET tem vagas para 180 alunos por mês), as empresas tem dificuldade em contratar mão de obra especializada (com curso e licença) e não investem em veículos e equipamentos.

A postura do Denatran é não adiar mais o início da fiscalização, segundo a Sra Maria Cristina Hoffmann, não podemos nos omitir diante de nossas responsabilidades, pois só no Estado de São Paulo já foram capacitados, até ontem, 9.800 profissionais e São Paulo esta sendo exemplo para todo o Brasil. Se os outros estados não estão fazendo a sua parte, terão que se responsabilizar pelos seus atos de incapacidade administrativa e dar a devida resposta a categoria e a sociedade.

Diante desse senário o Sr. Fernando Aparecido Souza, em nome do SEDERSP, solicitou uma flexibilidade na fiscalização. A proposta consiste em dividir os itens que serão fiscalizados em duas etapas:

1° Etapa) Fiscalização do veículo e seus equipamentos;

2° Etapa) O condutor e suas licenças. Em um primeiro momento aceitar o protocolo de inscrição no curso de 30 horas, ou fiscalizar conforme o último numero da CNH, por exemplo final 1e 2 devem estar de acordo com a lei em Janeiro de 2013, 3 e 4 em Fevereiro e assim sucessivamente.

O Sr: Denis, representante do Setcesp, sugeriu que a liberação das placas vermelhas para motocicletas fossem feitas pelo Detran, não pelo DTP, assim o processo ficaria mais rápido e menos burocrático. Coronel Milton do DTP ficou de viabilizar e estudar a questão junto ao Detran e ao departamento jurídico.

Estas foram algumas sugestões e solicitações feitas ao Denatran o órgão máximo que rege as leis de trânsito do país.

O SEDERSP junto com sua diretoria está atendo a todas as questões referente ao moto-frete, não mediremos esforços e trabalharemos em conjunto para viabilizar a fiscalização e consequentemente a regulamentação do setor, que acreditamos ser essencial para o futuro de nossas empresas.

O SEDERSP está de cara nova, nova diretoria, novos valores, novos objetivos e a missão de representar as empresas de motofrete com trabalho e transparência.

Fernando Aparecido Souza, presidente do SEDERSP

Reunião de 17 de Julho de 2012

Reunião de 17 de Julho de 2012

 

Fonte: SEDERSP

~ Sindicato das Empresas de Distribuição de Entregas Rápidas do Estado de São Paulo

 

--
You received this message because you are subscribed to the Google Groups "SINDIMOTO RS" group.
To post to this group, send email to sindimoto-rs@googlegroups.com.
To unsubscribe from this group, send email to sindimoto-rs+unsubscribe@googlegroups.com.
For more options, visit this group at http://groups.google.com/group/sindimoto-rs?hl=en.

Nenhum comentário:

Postar um comentário