terça-feira, 10 de julho de 2012

Prefeito veta serviço de mototáxi em PG

Luana Souza

Motociclistas podem paralisar atividades por 72 horas

O prefeito Pedro Wosgrau Filho vetou o projeto de Lei Municipal 11.030 que regulamenta o serviço de transporte de passageiros por motociclistas (mototáxis). Wosgrau afirma que um dos principais motivos do veto é o número de acidentes causados por esse tipo de transporte. O projeto de lei de autoria do vereador Edílson Fogaça de Almeida (PTN) foi aprovado pelos vereadores no mês passado. Motociclistas estão revoltados com a decisão.

“O risco de acidentes é muito grande e eu não quero ser o responsável por promulgar uma lei que venha causar mortes ou invalidez em muitas pessoas. Não me sentiria bem cada vez que soubesse de algum acidente envolvendo motociclistas e pessoas que estavam sendo levados por eles”, explica.

De acordo com o secretário de comunicação do Sindicato de Motociclistas e Mototaxis de Ponta Grossa (Sindimotos), Marcos Hernani de Camargo, os motociclistas irão manifestar contra o veto. “Nós não vamos deixar por isso mesmo, uma paralisação de 72 horas será feita daqui oito dias para mostrar nossa indignação ao prefeito”, diz.

Para o vereador Edílson Fogaça, o veto do projeto de lei está equivocado. “Esse veto vai contra a Lei Federal 12.009/2009, sancionada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que regulamenta esse serviço em todo o país. A comissão de Legislação, Justiça e Redação vai dar o parecer contrário ao veto na próxima semana”, explica.

Fiscalização

De acordo com o presidente da Autarquia Municipal de Trânsito (AMTT), Edimir de Paula, dia 5 de agosto é o prazo limite para que os motofrentistas estejam adequados às exigências feitas pela AMTT. “Além de estarem cadastrados na Autarquia, eles também precisam se adequar as normas como capacetes e coletes que tenham adesivo luminoso, placas vermelhas, entre outras exigências”, diz.

“Nós iremos fazer as fiscalizações constantemente. Caso as motos não estejam de acordo com as normas, elas serão apreendidas e os estabelecimentos serão fechados”, comenta.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário