quarta-feira, 18 de julho de 2012

Apenas 30% dos mototáxis estão regulares

O baixo índice de registro estaria causando uma série de problemas ao setor, como imprudência e desrespeito às leis de trânsito. Associação quer espaços públicos reservados

Enviar por e-mailImprimirAumentar textoDiminuir textoCorrigir

  •  

DIVULGAÇÃO

Um posto de mototáxi em Quixadá: associação cobra abrigo de sol e chuva

QuixadáApenas 30% dos mototáxis estão regulares(0)EstadoSai 1ª parcela do Garantia-Safra(0)brevesIlário apresentará mesma defesa(0)

 

Ágil e com preço mais acessível à população de baixa renda, o serviço de mototáxi vem se popularizando, também, em cidades de médio porte do Interior do Estado. No município de Quixadá, distante 158 km de Fortaleza, por exemplo, mais de 1,2 mil veículos já são usados para este fim.

O volume representa mais de 8% do total de 15 mil motos registradas na Cidade. Mas a baixa regulamentação do setor vem preocupando autoridades de trânsito e dirigentes de associação de mototaxistas.

De acordo com o Departamento Municipal de Trânsito de Quixadá (DMT), apenas 30% dos mototaxistas estão regulares no município. “De janeiro para cá, apenas cento e vinte mototaxistas fizeram seus registros” afirma Clerton Almeida do Carmo, diretor do DMT.

Segundo estima o dirigente, a tendência é que esse número aumente ao longo do ano, mas ainda deverá ficar abaixo do adequado.

No rastro dos baixos índices de registro de mototaxistas em Quixadá, o serviço estaria passando por uma série de problemas, causando reclamações do usuários. Entre eles, imprudência e desrespeito às leis de trânsito.
Falta apoio público
O presidente da Associação dos Mototaxistas de Quixadá, Antônio Narciso, critica, entre outros pontos, a falta de espaços públicos reservados para as motocicletas que prestam o serviço na cidade. Isso tem levado a maioria dos trabalhadores da área a estacionar em cima de calçadas.

“Colocaram em algumas ruas somente placas indicativas de estacionamento para mototáxis, mas esqueceram de instalar abrigos do sol ou da chuva”, afirma o presidente da associação.

Uma reunião chegou a ser realizada, entre representantes da categoria e o setor de trânsito do Município. Mas pouco avançou. Outro encontro foi marcado para o mês de agosto.
O quê

ENTENDA A NOTÍCIA
Com mais de 1,2 mil mototaxistas, o município de Quixadá apresenta baixo índice de regulamentação do setor, segundo autoridades de trânsito. Isso vem causando uma série de problemas.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário