domingo, 8 de julho de 2012

Angelim entrega permissão para mototaxi, inspeciona obras de urbanização e unidade de saúde nos bairros Vitória e Chico Mendes

Sex, 06 de Julho de 2012 16:49
O prefeito Raimundo Angelim assinou nesta sexta-feira,6, o Termo de Permissão e Entrega das Credenciais para os 52 novos mototaxistas da cidade de Rio Branco. O documento foi firmado com o Paulo Mesquita, que representou os demais autorizados. "Só tenho a agradecer ao prefeito Raimundo Angelim, a quem dou um abraço", disse Mesquita.

De acordo com a superintendência municipal de Transporte e Trânsito (RBTRans), a abertura dessas 52 novas vagas se deu com o objetivo de cumprir com os dispositivos legais para o preenchimento de vagas abertas em função de cassações, falecimentos e também em virtude do crescimento da população, a fim de suprir a demanda de passageiros existentes. Sobretudo, o superintendente Ricardo Torres lembrou que os acidentes envolvendo mototaxistas são em número bem menor que os motociclistas regulares.
"Atualmente existem em Rio Branco 517 permissões de moto-táxi, esse número vai para 560, o que significa um ganho considerável para a população e para a categoria. A partir de agora, esses 52 novos mototaxistas devidamente credenciados poderão exercer suas atividades regularmente e prestar um excelente serviço à população", finalizou Ricardo Torres, Superintendente da RBTrans, lembrando os tempos em que o sistema era desorganizado, ilegal e impraticável.

A primeira fase da licitação ocorreu nos dias 29 e 30 de março deste ano e contou com 299 participantes, desses 26 foram inabilitados por não apresentarem a documentação exigida no edital. A segunda fase se deu com a análise da proposta técnica dos participantes, onde foi verificada a pontuação na Carteira Nacional de Habilitação dos concorrentes, quanto menor a pontuação, maior a chance de classificação dos participantes. Outro critério analisado na segunda fase foi o ano de fabricação da motocicleta que não poderia ser superior a seis  anos.A última fase desse processo ocorreu com a realização de sorteio, ao todo 253 candidatos devidamente habilitados nas duas etapas anteriores concorreram as 52 vagas existentes para prestar o serviço de moto-táxi na capital. O sorteio foi filmado do início ao fim, o que garantiu maior transparência ao processo.O Presidente do Sindicato dos Mototaxistas, Pedro Mourão, afirma que o processo licitatório para o preenchimento das vagas transcorreu dentro da legalidade, conforme rege a Legislação Federal e a Municipal. "Vamos colocar mais 52 pais de família e quem sabe mais 52 condutores auxiliares para trabalhar no serviço de moto-táxi de forma honesta", enfatizou Mourão. Segundo ele, a população pode esperar pessoas habilitadas e capacitadas, comprometidas com a melhoria dos serviços prestados e a qualidade no atendimento aos usuários. "Nossa lei é modelo para o País", disse o prefeito ao rememorar, assim como outros presentes à cerimônia, os difíceis tempos em que o mototaxista era tratado como ilegal.Obras do PAC 2 no Vitória e Chico Mendes só avançamO prefeito Raimundo Angelim inspecionou nesta sexta-feira, 6, o trabalho que a  empresa JM Construções e Terraplanagem  vem realizando para concluir as obras de infreaestrutura na região conhecida como   Poligonal Vitória, que inclui os bairros Vitória I e II  e Chico Mendes,  onde   serão realizadas intervenções em duas etapas. Na primeira, a ser custeada com recursos do Orçamento Geral da União (OGU), estão sendo  investidos R$ 16,2 milhões (R$15 milhões de repasse e R$1.247.447,36 de contrapartida da PMRB) em ações que beneficiarão diretamente  1.213 famílias. Na segunda etapa, o valor a ser investido é de R$ 10,6 milhões  em recursos obtidos junto ao FGTS ( sendo R$9.917.558,62 de repasse e R$750 mil  de contrapartida). Nessa fase serão beneficiadas 1.044 famílias. As duas etapas devem durar cerca de  20 meses. De acordo com a empresa, 80% dos serviços de esgoto já foram realizados no lote 2 e cerca de 30% da terraplanagem já estão prontos no lote 1.

Estiveram presentes  gestores municipais e lideranças comunitárias como o presidente da União das Associações de Moradores de Rio Branco (Umarb), Gilson Albuquerque.  Levando-se em conta as duas fases da obra,  serão asfaltadas 52 ruas e implantados serviços como rede de abastecimento de água, sistema de drenagem pluvial e de esgotamento sanitário,  calçadas e sinalização viária, além da construção de  casas para famílias de baixa renda. Secretárias e assessores  da PMRB e da JM Construções  detalharam o projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário