sábado, 2 de junho de 2012

Empresários de ônibus coletivos e taxistas repudiam o trabalho da categoria

image


A organização e a implantação do serviço de mototáxi em Penedo continuam gerando polêmica e trazendo aborrecimentos não só para os mototaxistas como também para os empresários de ônibus coletivos e taxistas.

A polêmica se tornou maior depois de um grupo de mototaxistas implantar um ponto na avenida Floriano Peixoto e já rodar por toda a cidade com preços determinados que variam de três a cinco reais. Em contrapartida, taxistas e empresários de ônibus coletivos contra atacaram mostrando a ilegalidade do ato e o risco de acidentes para as pessoas que utilizam esse meio de transporte.

Já os representantes dos mototaxistas defendem a necessidade desses pais de família garantirem o sustento de seus filhos e destacam os altos preços adotados pelos taxistas e o sucateamento da frota de ônibus que circula pela cidade.

As atenções para o desfecho do caso se voltam para o posicionamento do prefeito municipal que deverá urgentemente tomar uma atitude se posicionando a favor da implantação/legalização ou pelo veto ao serviço desses profissionais.

 

Fábio Andrey

Adicionar paraAdd to your del.icio.us del.icio.us | Digg this story Digg

Subscribe to comments feedComentários (1 postado):

Moto taxi, SIM on 01/06/2012 10:24:27
avatar
Chega ser até hilário os empresários (como se intitulam os donos de ônibus e esses taxista) que os motos taxista oferece risco de acidentes para os usuários. E esses ônibus que segurança nos oferece? E esses taxistas na maioria exploradores e aproveitadores dos usuários, só eles é quem precisam sobreviver? A população de Penedo já passa de 63 mil hab. e essa frota de coletivo não atende mais a maioria da população. Tem região aqui, que o povo caminha mais para pegar o coletivo do que o trajeto do mesmo. E ainda temos que escutar essas baboseiras dessas barrigas inchadas, se achando empresários e só eles tem o direito de viver. Sr. prefeito, se acorda, que essa minoria não lhe dá tanto voto como o Sr. pensa, há muita diferença de população pra meia dúzia de hipócritas. O povo é que tem que decidir se quer ou não e tem que respeitar essa opinião. Os motos taxistas tem que se organizarem serem cadastrados, habilitado e pronto. E para a segurança deles cada bairro tem que ter seus próprios motos taxistas e a Praça Floriano Peixoto a central, também dividido por bairro. É um problema simples de se resolver e mais uma opção para os usuários. A falta de respeito com povo é o que a gente vê desses governantes. Porque o que querem é vê o povo como boizinho no curral deles. E com essa outra opção de trabalho eles temem mais não puder manipular essas pessoas.

Enviado via iPad

Nenhum comentário:

Postar um comentário