domingo, 17 de junho de 2012

Alguns mototaxistas ainda trabalham irregularmente em Divinópolis

Divinópolis | Sábado, 16 de junho de 2012 - 8h 42 - Atualizado 9h 10 O mototaxista Clair Sebastião reclama que Divinópolis está ficando para trás “As cidades vizinhas já estão com tudo regulamentado. São poucas cidades que ainda não regulamentaram" Em Divinópolis, a lei que regulamenta e legaliza a profissão de mototaxista foi aprovada em 2010. Com quase dois anos da aprovação, ainda não foi cumprido o que estava previsto na legislação. O mototaxista Clair Sebastião reclama que Divinópolis está ficando para trás “As cidades vizinhas já estão com tudo regulamentado. São poucas cidades que ainda não regulamentaram, e Divinópolis é uma delas” afirma . O gerente de Projetos e Fiscalização de Transportes de Divinópolis, Ronaldo Alves dos Reis, explica que a lei ainda não está em vigor porque não depende só da aprovação da Câmara. “ A lei foi aprovada pela Câmara de Vereadores da cidade, mas ela precisa ser aprovada também pelo município para que este serviço seja regulamentado” esclarece. As providências já estão sendo tomadas por parte do município, para que até o começo do próximo mês seja possível organizar como será o funcionamento da lei. Para que o município tenha controle sobre a quantidade de mototaxistas na cidade, serão cadastrados por empresa ou por profissional individual, além da redefinição dos pontos onde eles irão trabalhar . IRREGULARIDADE Como a regulamentação ainda não está vigorando, a maioria dos mototaxistas da cidade trabalham irregulares. Ronaldo Alves, explica que por enquanto o serviço realizado por esses motociclistas é considerado irregular “ Não há controle sobre o valor cobrado, as distâncias percorridas e os locais a onde eles estão instalados” comenta Ronaldo. Na cidade algumas empresas de mototaxi para poder realizar o serviço das “corridas”, conseguiram através da prefeitura um alvará para exercer o trabalho. SERVIÇOS PIRATA Mesmo que a regulamentação não esteja em vigor, e o serviço seja tratado como ilegal existem as empresas com alvará de funcionamento. Uma das fortes reclamações de quem trabalha nessa área, é que muitos serviços piratas de mototaxi são encontrados pela cidade, o que segundo o mototaxista Clair Sebastião prejudica muito “Não só com a concorrência desleal mas também com a credibilidade” reclama. O medo das pessoas em contratar o serviço de mototaxi fica ainda maior quando os taxistas piratas usam desse trabalho para agir de má fé com os clientes. “ A maioria são pessoas que vão ali, compram um colete e ficam pelas esquinas”, completa o mototaxista Clair. FISCALIZAÇÕES O município está preparando as juntas responsáveis pela fiscalização do serviço de mototaxi, assim que passar a vigorar a lei de regulamentação. A previsão é para que isso ocorra no dia 4 de agosto. O gerente de projetos e fiscalização conta que este serviço será realizado através da fiscalização do Código de Trânsito Brasileiro “ Realizado pelos agentes de transito, e a fiscalização interna feita pelos fiscais de transporte” disse Ronaldo. ATENÇÃO Para evitar problemas com os serviços de mototaxi, procure sempre observar o local onde eles estão prestando o serviço, se estão em locais distantes da cidade, ou em bairros perigosos. Quando contratar o serviço confira o valor a ser cobrado antes. E procure informações sobre a distância do local, ( para confirmar o valor da corrida). Muitos já tem alguns valores estipulados. Caso precise do serviço durante a madrugada, peça referências do profissional a alguém conhecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário