segunda-feira, 23 de abril de 2012

Regularização de moto-táxis pode sair após reunião

Tamanho da fonte:

Alternativa popular para quem depende de transporte público, o mototaxi se tornou uma opção a mais para a população de Belém, principalmente em bairros periféricos. Walwylen Santos, 28 anos, morador do Tapanã, espera que a reunião do Sindicato dos Mototaxistas do Pará (Sindmapa) com a CTBel, que deverá ocorrer segunda-feira (16), tenha como resultado a regularização da profissão.

“Às vezes eu pego mototaxi pra chegar mais rápido em casa. É uma boa alternativa, eu acho que com a regularização o transporte vai ficar mais seguro”, afirma o pedreiro. José de Ribamar da Silva, presidente do Sindicato dos Mototaxistas, afirma que a regulamentação da profissão dará mais segurança, não só ao mototaxista, mas também ao usuário do transporte. “Nós perdemos muitos passageiros por medo e insegurança. A população não consegue identificar quem é realmente mototaxista. A categoria acaba marginalizada.”, afirma o presidente do Sindicato. José de Ribamar afirma que os próprios mototaxistas estão tomando medidas para garantir mais segurança à população.

“Nós sabemos que muitos criminosos usam nosso colete. Por isso, nós das entidades estamos até evitando colocar ‘mototaxista’ do lado, nós estamos colocando o nome da própria entidade”, afirma o presidente do Sindicato.

PARTICIPAÇÃO

De acordo com José de Ribamar, as principais pautas de discussão hoje serão a respeito da prestação de serviços de mototaxi no centro da cidade e a participação das diversas entidades em trabalho conjunto com a CTBel.

“As entidades não querem tomar o poder de fiscalização da CTBel, o que nós queremos é trabalhar em conjunto. Além disso, nós não queremos pontos de mototaxi fixos no centro, nossa proposta é a criação de pontos rotativos”, explica o presidente.

Segundo José de Ribamar, em municípios como Muaná e São Sebastião da Boa Vista, já há indícios de que a profissão será regulamentada. “Nós queremos estender a regulamentação para todo o Estado”, afirma o presidente.

Em nota, a CTBel afirma que só irá se pronunciar a respeito da situação dos mototaxistas após a reunião de hoje. (Diário do Pará)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário