quinta-feira, 19 de abril de 2012

Porto Alegre registra queda no número de mortes e acidentes envolvendo motociclistas

 

Acidentes com motos19/04/2012 | 04h02

Conscientização é apontada como principal fator da redução em Capital no primeiro trimestre de 2012

·         Comentar0

·         Corrigir

·         Imprimir

Diminuir fonteAumentar fonte

Acidente na Zona Norte em janeiro causou uma das nove vítimasFoto: Félix Zucco / Agencia RBS

As ruas e avenidas de Porto Alegre estiveram mais pacíficas no primeiro trimestre deste ano para os motociclistas, quando foi registrada queda de 40% nas mortes no grupo, normalmente situado entre as principais vítimas de trânsito no Brasil. 

Por trás da estatística, informada ontem pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), está uma causa animadora: a conscientização de quem dirige moto na Capital.

O balanço da EPTC comparou os índices de acidentalidade entre janeiro e março deste ano com os do mesmo período de 2011. Foram 15 mortos em 2011 e nove em 2012, em acidentes com motos. Já o número total de ocorrências de trânsito com esse veículo baixou 9,5% – de 1.271 para 1.150 entre um ano e o outro. 

O motivo da redução é a conscientização dos motociclistas, incentivada por blitze e abordagens educativas, segundo o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari.

— Estamos com uma fiscalização bem rigorosa, com blitze diárias, o que tem feito cair a quantidade de infrações. Também estamos trabalhando em conjunto com o sindicato para conscientizar os empresários — diz.

Agentes de trânsito confirmam que as irregularidades entre os motociclistas têm diminuído. Na terça-feira, uma blitz na Avenida Castelo Branco teve 153 abordagens, com 18 autuações e nove recolhimentos de veículos, números considerados baixos pela EPTC.

— As motos sempre tinham pneu careca, escapamento aberto, espelho virado. Isso ainda existe, mas é bem menos — afirma o gerente de fiscalização da EPTC, Tarciso Kasper.

ZERO HORA

Nenhum comentário:

Postar um comentário