sexta-feira, 16 de março de 2012

Um empreendedor a cada dez minutos no CE

Parte superior do formulário

Indique essa matéria

Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do seu amigo:

E-mail do seu amigo:

EnviarFechar

Parte inferior do formulário

Fale conosco

Parte superior do formulário

Nome

E-mail

Cidade/Estado

Telefone

Comentário

Nova imagem

Enviar comentário

Fechar

Parte inferior do formulário

Para Ocione de Sousa, ser um EI é bom para a autoestima e 1º passo para se tornar um empresário: "a gente se sente até mais importante'

FOTO: WALESKA SANTIAGO

No Estado, a elevação foi de 20,93% do início do ano até o último dia 14 de março. No País, alta foi de 15,28%

A cada dez minutos um cearense se formaliza na modalidade Empreendedor Individual (EI). Do começo do ano até a última quarta-feira, 14 de março, o número de cadastrados pulou de 55.635 para 67.282 - crescimento de 20,93%. Nenhuma outra unidade federativa conseguiu tal desempenho em igual período.

São pouco mais de cinco pontos percentuais acima da média brasileira. O ritmo de incremento alcançado pelo País foi de 15,28%, ultrapassando a casa de dois milhões de EIs, pois saltou de 1.885.835 para 2.174.000 em similar intervalo.

Em números absolutos, São Paulo lidera com 518.762 formalizados, o Ceará segue em 10º lugar no ranking. Porém, o índice de avanço dos paulistas (17,44%) é inferior ao dos cearenses. O estado que ficou em segundo no quadro de crescimento foi Santa Catarina (17,65%), seguido do Rio Grande do Sul (17,57%). Do Nordeste, a Paraíba foi quem mais se aproximou, com 15,81%. As informações são da base de dados da Receita Federal.

Na opinião do superintendente do Sebrae-CE, Carlos Cruz, o feito do Ceará liderar o ritmo de novos cadastros no EI deve ser comemorado por todas as entidades envolvidas na divulgação desse tipo de empreendedorismo no Estado.

"Fizemos um esforço muito grande com as Prefeituras para regulamentar a legislação (Lei Complementar 128/ 08, de julho de 2009) municipal. Conseguimos com 140 das 184 cidades do Estado. Até o fim do ano pretendemos universalizar a regulamentação e chegar a 100 mil ou 110 mil empreendedores individuais no Ceará", acredita.

Novos horizontes

Segundo o superintendente do Sebrae, a formalização abre os horizontes dos profissionais que outrora trabalhavam na informalidade. "Nós estimamos que haja entre 400 mil e 700 mil informais no Estado. Imagine um borracheiro na estrada. De um quadro sem perspectiva, ele passa a ter inserção econômica, e um horizonte previdenciário que antes não ele tinha. Se acontecesse algo com ele, a família ficaria desamparada", explica.

Para Carlos Cruz, além do benefício próprio, o EI colabora para movimentar a economia local dentro da legalidade, ajudando, ainda, a ampliar a arrecadação de tributos. "Ele passa a fazer parte efetivamente da economia com participação no arcabouço do desenvolvimento de seu Município, Estado e País", comenta, emendando que outro momento interessante é quando o crescimento induz o EI a se transformar em pequena empresa.

Dar esse próximo passo é o sonho do motoboy Francisco Ocione de Sousa, de 45 anos de idade. Ele aderiu ao EI no início de 2010 e já pretende mudar para a modalidade de pequena empresa. "Houve a necessidade de colocar mais dois motoboys para me ajudar nas entregas neste ano. Vejo esse programa como um empurrãozinho para quem quer ser um empresário no futuro", fala, esticando a conversa com uma analogia. "É como o ser humano. A gente nasce, come com ajuda da mãe, começa andar com alguém por perto olhando e depois que cresce se vira sozinho", conclui deixando escapar uma boa risada.

Ele diz que todos os anos declara o rendimento para continuar cadastrado. Esse procedimento é feito por qualquer contador ou escritório de contabilidade, de forma gratuita, como garante a legislação. A declaração de 2011 deve ser entregue até o dia 31 de maio deste ano. De acordo com o Sindicato das Empresas Contábeis do Ceará (Sescap-CE), apenas 17 mil EIs no Ceará já enviaram seus dados. A entrega fora do prazo incorre em pagamento de multa.

ILO SANTIAGO JR.
REPÓRTER

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário