quarta-feira, 21 de março de 2012

Polícia Militar capacita motociclistas civis e militares

20/03/2012 - 18h15

Da Redação

A Polícia Militar, por meio do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTran), capacitou, nesta terça-feira (20.03), 37 pessoas, entre policiais militares, agentes prisionais, moto-taxistas, profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), durante o curso de Pilotagem Defensiva.

O objetivo do curso, segundo o comandante do BPMTran, Wilson Batista, era o de orientar profissionais e demais pessoas que utilizam a motocicleta como meio de transporte sobre o cuidado e a atenção que se deve ter enquanto guia esse tipo de veículo.

“Temos dados que revelam que em 2000 existiam cerca de 78 mil carros registrados em Mato Grosso, enquanto o número de motocicletas era de aproximadamente 15 mil. Em 2011 esses números cresceram consideravelmente. O de carros aumentou para algo em torno de 166 mil e o de moto, ficou próximo de 66 mil. Ou seja, em 11 anos, enquanto a frota de carro praticamente dobrou a de motocicletas cresceu mais de quatro vezes mais”, comparou Batista.

Em razão desse aumento significativo, o comandante destacou que era importante orientar as pessoas sobre os cuidados com a segurança durante a condução de uma motocicleta. “Tivemos essa iniciativa em razão desse aumento na frota de motos e associado a diversos outros fatores. Um exemplo é o condutor desse tipo de veículo insistir em andar sem habilitação ou ainda pior, aquele que têm habilitação, que era para andar de acordo com a Legislação de Trânsito, mas que, infelizmente, não respeitam as regras estabelecidas”, explicou Batista.

O comandante da unidade também reforçou que o curso também faz parte do cronograma de trabalhos desenvolvido pelo BPMTran, com o intuito de atender o que a Organização das Nações Unidas (ONU) preconiza sobre um trânsito mais seguro. “Tudo que pudermos fazer para minimizar os acidentes de trânsito ocorridos no Estado, em potencial na Baixada Cuiabana, faremos. Pois acredito que além da fiscalização, uma medida importante para um trânsito mais seguro passa primeiro na conscientização do condutor”, avaliou Batista.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário