segunda-feira, 19 de março de 2012

Mototaxi: regularizados querem fiscalização aos clandestinos

17/03/2012


Rildo diz que irregulares fazem concorrência desleal com quem obedece a lei

 


Mototaxistas que atuam junto a agências regularizadas reclamam dos motociclistas que atuam na clandestinidade provocando uma concorrência desleal. Os profissionais que atuam na legalidade, pagando impostos e agindo de acordo com as normas exigidas pela Lei Municipal que rege a categoria, pedem providências enérgicas e urgentes por parte dos órgãos competentes.

Para eles, a solução para evitar os prejuízos dos legalizados é retirar de circulação aqueles irregulares, que representam cerca de 70% dos mototaxistas . Luiz Carlos Jesus Teixeira, que comanda a dois anos o Mototaxi Baiano, diz que a falta de fiscalização contribui para que muitos motaxistas queiram deixar as agências autorizadas para atuar na clandestinidade.

“Eles ficam se perguntando porque devem pagar todas as taxas se tem aqueles que não pagam nada e trabalham normalmente sem nenhuma fiscalização”, diz o conhecido Baiano, que ao lado de seu colega Rildo Andrade Marques (Flash Mototaxi), comandam as agências pioneiras da cidade. As duas surgiram logo que a lei municipal regulamentou a atividade em Garça.

Conforme fazem questão frisar, desde o início fizeram questão de atuar de acordo com a legislação. Devidamente cadastradas, as agências reúnem cerca de 20 profissionais, entre homens e mulheres, todos regularizados e seguindo as normas, que entre outras coisas exige placa vermelha nos veículos, colete especial para condutor, moto com menos de 10 anos de uso.

Além disso, todos os mototaxistas das duas empresas já se anteciparam na conclusão do curso que a partir de agosto será obrigatório para exercer a atividade. “Estamos trabalhando dentro da lei, mas a fiscalização não faz a parte dela e nos prejudica. Os fiscais só notificam e dão prazo, e quem se ferra é quem tá regularizado, porque o pessoal quer sai da nossa empresa pra trabalhar clandestino. Tem base que sabe das normas mas pega motoqueiro clandestino”, denuncia Baiano. Segundo ele, o usuário pode ajudar na fiscalização, exigindo a carteirinha do mototaxista.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário