sábado, 3 de março de 2012

Homem escapa da morte por milagre





Há situações da vida que não sabemos se vivenciamos por pura sorte ou por puro azar. Foi o caso de uma vítima que foi assaltada e quase executada por engano no último dia 02/02, cujo caso foi solucionado ontem por diligência da Polícia Militar de Mosqueiro, composta pelos cabos Rodrigues e Barradas.

A vítima foi um montador que, de férias, resolveu alugar a moto de um amigo para tirar um “bico” de mototáxi. Ele estaria trafegando pela rua São Raimundo, próximo à ocupação do Minair, em Santa Isabel, quando foi solicitado por dois jovens, um adolescente de 17 anos e Esmael dos Santos Silva, 28 anos. Logo em seguida, foi anunciado o assalto.

Os assaltantes o teriam levado para dentro de um matagal de difícil acesso, tirado dele as calças, a carteira contendo R$ 480,00 e, em seguida, o amarraram. “Vai, mata logo ele”, teria dito Esmael ao adolescente, que em seguida fez um único disparo contra a cabeça da vítima. Milagrosamente a bala ficou retida na altura da orelha, abaixo do ouvido da vítima, e não entrou.

No entanto, devido ao disparo à queima-roupa, a vítima desmaiou, fazendo com que os algozes acreditassem que ela estaria morta. Horas depois, a vítima acordou e conseguiu sair do matagal e voltar para casa, apenas com um dente parcialmente deslocado.

O crime teria sido contratado por um mototaxista que estaria com ciúmes porque o proprietário da moto estaria com sua ex-mulher. Mas os suspeitos acabaram pegando a pessoa errada. Assim, a vítima que quase morre por engano acabou se salvando por um milagre. Após o crime, Esmael recebeu a quantia em dinheiro e com o adolescente teria ficado a moto da vítima como pagamento.

TRABALHO DA POLÍCIA

Segundo a polícia, após o assalto, o adolescente passou a circular com a moto roubada pela rua Jardim Maués, no bairro Ariramba, no distrito de Mosqueiro. As pessoas desconfiaram e denunciaram à polícia, que foi até a rua averiguar.

Segundo o cabo Rodrigues, quando a polícia chegou ao local, o adolescente ainda teria tentado fugir, mas logo foi capturado. Chegando à delegacia, confessou o crime e denunciou o comparsa Esmael Silva, que foi preso dentro de uma pousada na rua do Bonfim, no bairro de São Francisco, também em Mosqueiro.

Enquanto a polícia foi atrás de Esmael, a vítima e o dono da moto roubada foram chamados. Assim que o último suspeito chegou à Delegacia de Polícia de Mosqueiro, foram reconhecidos pela vítima, que ainda trazia a cicatriz do tiro que não o matou. “Foi o branquinho [adolescente] quem atirou em mim”, recordou.

POR CIÚMES

Segundo o dono da moto, na mesma semana do assalto o ex-marido de sua atual namorada, conhecido por Irlã, teria brigado com ele por ciúmes da “ex”. Irlã teria relação com traficantes da área e teria encomendado a morte dele. Entretanto, o contratante do crime, segundo os suspeitos, foi Antônio Loro, que trabalharia na rua do Fogo, em Santa Isabel. A polícia chegou a ir ao local para encontrá-lo, mas não obteve sucesso.

“Eu ia pegar um mototáxi na rua do Fogo quando esse Antônio Loro perguntou quem aceitaria o serviço. Como eu estou endividado, aceitei e convidei ele [o adolescente]”, confessou Esmael. “Caso exista mesmo o tal Antônio Loro, deve ter sido um intermediário”, acredita o cabo Rodrigues. Esmael responderá por roubo e tentativa de homicídio, e o adolescente foi apreendido e encaminhado à Data, apesar das lágrimas da mãe, que foi ao local e mal acreditava que o filho fosse homicida. (Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário