sábado, 3 de março de 2012

Ex-militares portadores de deficiência têm moto-táxis para ganharem a vida

Cerca de 50 ex-militares portadores de deficiência da comuna da Funda, município do Cacuaco, filiados na Associação dos Comerciantes Ambulantes Portadores de Deficiência em Angola (ACAPODA), receberam moto táxis para trabalharem por conta própria.
As motorizadas são uma doação do Executivo, enquadrada num projecto do Instituto de Reintegração Social dos Ex-Militares (IRSEM), no âmbito do combate à fome e à pobreza.
A administradora municipal adjunta para a área social do Cacuaco, Maria Feire, que fez a entrega simbólica dos meios, referiu que as autoridades locais vão continuar a apoiar as associações humanitárias. O presidente da associação, Pedro Miguel Matos, disse que um dos objectivos do projecto é a reintegração social dos deficientes, com prioridade na área do emprego. O responsável da ACAPODA declarou que a entrega de moto táxis é uma oportunidade que a associação concede aos associados para não ficarem em casa sem ocupação ou na rua a mendigar. Esta ajuda permite-lhes resolver a situação económica das suas famílias, adiantou. 
Pedro Miguel Matos disse que, numa primeira fase, o projecto limita-se Luanda e, posteriormente, vai ser extensivo às restantes província. Os associados recebem gratuitamente as moto-táxis, mas devem depositar 18 mil kwanzas para receberem assistência em caso de acidente ou doença.
A associação tem como objectivo a melhoria das condições de vida dos portadores de deficiência física e a promoção do emprego. 
Mariano Cassinda, um dos beneficiados, sublinhou que vai tirar o máximo rendimento do meio recebido. Lúcia André Mizombo, a única mulher beneficiada com uma moto táxi, manifestou surpresa pelo donativo e garantiu que vai procurar gerir bem o meio de transporte. “Apesar de pedir um empréstimo financeiro à associação, suponho que, com esse meio, vou resolver alguns problemas pontuais”, disse Lúcia André Mizombo.
Fundada há três anos, em Luanda, a ACAPODA assiste mais de dois mil associados e possui representações em algumas províncias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário