segunda-feira, 19 de março de 2012

CET começa a usar pistola-radar para fiscalizar motocicletas em SP

 

19/03/2012 08h13- Atualizado em 19/03/2012 08h25

CET começa a usar pistola-radar para fiscalizar motocicletas em SP

Aparelho registra imagem de motociclista que excede limite de velocidade.
Autuações começarão a ser aplicadas a partir de 26 de março.

Do G1 SP

 

14 comentários

Aparelho registra imagem de motocicleta que excede limite de velocidade (Foto: Apu Gomes/Folhapress)

Agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) começam a utilizar em caráter educativo a partir desta segunda-feira (19) radares portáteis para fiscalizar motocicletas. O chamado "radar-pistola" será utilizado inicialmente nas vias com maior número de acidentes envolvendo esse tipo de veículo na capital paulista.

As autuações começarão a ser aplicadas apenas a partir de 26 de março. Segundo a assessoria da companhia, nessa primeira etapa, a fiscalização será realizada em 65 locais, em várias regiões da cidade, envolvendo 150 agentes de trânsito.

saiba mais

Para registrar a imagem do motociclista infrator, os agentes deverão apontar o radar portátil para a parte traseira da moto, junto à placa. Segundo a CET, a imagem só será capturada quando o motociclista exceder o limite de velocidade permitido na via.

A utilização de radares portáteis tem o objetivo de reduzir o número de acidentes e mortes envolvendo motocicletas. Atualmente, as motocicletas representam 12% da frota de veículos registrados na cidade de São Paulo, acima de ônibus e caminhões.

No período de 2005 a 2010, houve um aumento de 46% nas ocorrências de acidentes que envolvem motocicleta. Durante o ano de 2010, foram registradas 478 mortes de motociclistas vítimas de acidentes de trânsito.

De acordo com o relatório anual de balanço de mortes da CET, em 2010, a categoria de motociclistas foi a única a apresentar crescimento (de 11,7%) na comparação com o ano anterior. Em 2009, foram registradas 428 vítimas fatais nesse segmento

Nenhum comentário:

Postar um comentário