quinta-feira, 15 de março de 2012

Atrasos fazem passageiros trocar ônibus por mototáxi, em Goiás.

Qua, 14 de Março de 2012 09:51

 

Em Rio Verde, transporte público é insuficiente para atender a demanda.
Procura pelo transporte alternativo aumentou cerca de 30% no município.

A falta de ônibus no transporte coletivo em Rio Verde (GO) têm prejudicado os moradores que necessitam do serviço no município, que conta com apenas 21 veículos para a demanda de aproximadamente 200 mil habitantes. Devido a isso, os mototaxistas da região estão comemorando o aumento da procura pelo transporte alternativo. Os pedidos nas chamadas “corridas” cresceram cerca de 30%.

“Para nós é muito bom, pois, aumenta a renda no final do mês”, declara o mototaxista Márcio Borges da Silva. Já o colega dele, Amilton Mauro Pereira de Faria, relata. “Neste mês tivemos muita procura por clientes por causa dos atrasos de ônibus”, conclui um dos 450 profissionais que circulam na cidade.

Segundo a Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), cerca de 7 mil pessoas utilizam os ônibus públicos no município. Entretanto, as 11 linhas que atendem os passageiros são insuficientes e demoram no trajeto. “No último sábado, eu e minha tia ficamos esperando o ônibus por mais de uma hora. Se meu irmão não tivesse levado a gente no serviço teríamos chegado atrasadas”, relata a diarista Lucy Pereira Fagundes.

A doméstica Elizabeth Alves da Silva afirma que diariamente enfrenta dificuldades para ir ao trabalho. Ela já chegou a esperar um ônibus por três horas em um ponto sem cobertura. “Está muito difícil ir trabalhar com a essa demora dos ônibus na cidade”, declara.

Além disso, não existe nenhuma rede integração entre as linhas que transitam pelo município. Com isso, os passageiros que se deslocam para lugares mais distantes da região central precisam pagar duas passagens ou solicitar um mototáxi para chegar ao destino desejado. “A gente tem que fazer isso. É mais caro, porém, encontramos em qualquer lugar da cidade”, afirma uma usuária do transporte público.

SMT
De acordo com a Superintendência Municipal de Trânsito de Rio Verde, os atrasos ocorrem por causa da falta de motoristas nas atuais linhas itinerárias. Porém, o órgão informou que deverá abrir um novo processo licitatório para contratar outra empresa que irá gerenciar os ônibus públicos no município.

Fonte: G1 GO,TV Anhanguera

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário