segunda-feira, 5 de março de 2012

120 mil usuários de motocicletas no Piauí pilotam sem CNH

Pelos menos 120 mil motos estão sendo guiadas pelas ruas, avenidas e estradas piauienses sem que os pilotos estejam devidamente habilitados para conduzi-las. A informação é do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do Piauí que tem em seus registros pouco mais de 320 mil motos cadastradas, em contrapartida são apenas 200 mil pessoas com carteira nacional de habilitação categoria “A”.
Para conduzir moto, a pessoa deve tirar a habilitação na categoria “A”, que é específica para conduzir veículos com apenas duas rodas. No Piauí, conforme o Detran, são quase 200 mil motoristas nesta condição, sendo que a maioria dos habilitados estão na categoria “AB”, que também oferece o direito ao motoristas de guiar carros de passeio. A categoria de CNH para moto pode ser apenas “A”, “AB, “AC”, “AD” e “AE”.
Um reflexo deste fato pode ser verificado no grande índice de acidentes de motos registrados em todo o Piauí, grande parte deles com vítimas fatais. As mortes por acidentes com motocicletas quase quadruplicaram no Estado, em uma década. Em 2002, um total de 114 pessoas morreu no Piauí vítimas de acidente de trânsito com moto. Já em 2010, esse número saltou para quase 500 mortes, ou seja, um crescimento de 380%.
Os dados são do sistema de informações de mortalidade (sim) do ministério da saúde, que revelou um dado ainda mais preocupante para o Piauí: o Estado é o campeão da região Nordeste em mortes de motociclistas na proporção com a população. De acordo com a pesquisa, o Piauí registra 14 mortes de motociclistas a cada grupo de 100 mil habitantes, ou seja, os mortos em acidentes de motos respondem por 46% dos falecimentos em todos os acidentes.
Fonte: Site Portalza.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário