sábado, 31 de março de 2012

Zero Hora: Motociclista morre ao bater em rolo compressor na BR-116, em São Lopoldo

Motociclista morre ao bater em rolo compressor na BR-116, em São Lopoldo
Zero Hora - 31/03/2012 | 05h39min

Acidente ocorreu na madrugada deste sábado próximo à estação rodoviária do município
http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/noticia/2012/03/motociclista-morre-ao-bater-em-rolo-compressor-na-br-116-em-sao-lopoldo-3712881.html




Enviado via iPad

quinta-feira, 29 de março de 2012

Lembrete: Felipe Carmona convidou você para entrar no Facebook...

facebook
Olá,
Felipe quer ser seu amigo no Facebook. Não importa a distância entre você e seus amigos e familiares, o Facebook pode ajudar vocês a se manterem conectados.
Outras pessoas solicitaram sua amizade no Facebook. Aceite este convite para visualizar suas solicitações de amizade anteriores.
Felipe Carmona
Guru at God Created This World. · SEGi University College · Porto Alegre, Rio Grande do Sul
651 amigos · 38 fotos · 1 nota · 40 publicações no mural
Aceitar convite
Ir para o Facebook
Essa mensagem foi enviada para fespcar.sindimoto@blogger.com. Caso não queira receber estes e-mails do Facebook no futuro ou não que seu endereço de e-mail seja usado para sugestões de amigos, clique em: cancelar inscrição.
Facebook, Inc. Attention: Department 415 P.O Box 10005 Palo Alto CA 94303

quarta-feira, 28 de março de 2012

Motoboy é morto a tiros e tijoladas em Maceió

 

Cláudia Galvão e Railton Teixeira

Alagoas24horas

Adriano dos Santos foi morto a tiros e tijoladas

O Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods) registrou mais um assassinato na manhã desta terça-feira, dia 28, na periferia de Maceió. Um homem identificado como Adriano Almeida dos Santos, 29 anos, foi executado a tiros na Travessa José Olímpio, na localidade conhecida como Grota do Rafael, no Jacintinho.

De acordo com informações do Batalhão de Policiamento de Eventos (BPE), que atendeu a ocorrência, o pai da vítima disse que estava em casa quando ouviu os disparos. Ao sair de casa, o homem ainda teria percebido dois homens correndo com armas em punho, mas não pode identificá-los.

Ainda segundo o pai da vítima, Adriano dos Santos trabalhava como motoboy e não possuía envolvimento com ilícitos. Adriano foi atingido por vários disparos de arma de fogo, além de golpes de tijolo. Não há informações se os bandidos roubaram algo da vítima.

Perícia e Instituto Médico Legal Estácio de Lima foram acionados para adotar as providências cabíveis. O crime será investigado pela polícia judiciária.

 

Mulher é assaltada por mototaxista em Ijuí e categoria alerta sobre cuidados para o serviço

Uma mulher registrou na Polícia que foi assaltada ontem, 26, em Ijuí. Lenir Fernandes, de 48 anos, disse que solicitou uma corrida de mototáxi da praça da república até o bairro Getúlio Vargas, onde reside.

Porém, no deslocamento o motataxista pegou outro caminho e foi até o bairro Hamastron, onde roubou a bolsa da mulher que continha documentos pessoais, R$ 80 em dinheiro e um celular. Após fugiu.

Hoje pela manhã, 27, de forma espontânea, o mototaxista Júnior Carvalho participou da programação do quadro de debates Pinga Fogo da Progresso, para ressaltar que a grande maioria dos profissionais atua de forma correta.

Alertou que para evitar assaltos como o mencionado, as pessoas devem telefonar para pontos de mototáxi. Também disse que a futura legalização da profissão, que está projetado em Ijuí, vai identificar melhor os mototaxistas.

 

terça-feira, 27 de março de 2012

com restrições, o serviço de Mototáxi é liberado em Belém

26 de Março de 2012

 

 

Em reunião, o Conselho Municipal de Transportes aprovou ontem, 25/03, a regulamentação do serviço de mototáxi, em Belém. A aprovação se deu após 4 horas de discussão, na sede da Companhia de Transportes de Belém (Ctbel), porém ficou decidido que, inicialmente, apenas dois mil profissionais poderão exercer a profissão. Além disso, os condutores deverão circular apenas nas áreas de periferia da cidade e ainda vão adotar um modelo único de uniforme.

As motos utilizadas para este serviço devem ter a cor branca e com descrições do serviço em preto. Há também a obrigatoriedade do uso de equipamentos de segurança, incluindo touca descartável para que o passageiro possa utilizar junto com o capacete. A tarifa cobrada ainda não foi definida, esta será definida pelo conselho equanto os motocímetros não estiverem disponíveis pelo mercado.

Nos dias seguintes, a Ctbel deve abrir um edital para cadastramento das duas mil vagas estipuladas. Atualmente, o número de mototaxistas associados é de 1.600, mas não é necessário ser associado ou sindicalizado para se cadastrar.

Durante a reunião do conselho, do lado de fora, cerca de 150 mototaxistas aguardavam pelo resultado da aprovação da regularização da profissão. Ao término da reunião, em manifesto à decisão do Conselho que proibiu que os mototaxistas circulem pelo centro da cidade, mototaxistas ligados ao Sindicato de Mototaxistas Autônomos do Pará (Sindmapa) fecharam a avenida Bernando Sayão.

Para o presidente do Sindmapa, José Ribamar Silva, o "Alemão", os conselheiros não fizeram o dever de casa direito. “O Conselho não pode se sobrepor à Lei Municipal 8741/10 (que regulamentou o serviço de mototaxista em Belém). Eles não tiveram o trabalho de ler o que diz o artigo 11 da lei", disse.

A superintendente da Ctbel, Ellen Margareth, acredita que dentro de dois meses toda a parte burocrática que envolve a regularização esteja concluída e afirmou que os mototaxistas deverão obedecer aos critérios de segurança estabelecidos para poder realizar seu cadastro na Companhia, dentre eles, o condutor deverá ter no mínimo dois anos de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), ser o proprietário da moto e apresentar o atestado de antecedente criminal.

O documento da regulamentação feito pelo corpo deliberativo deverá ser avaliado pelo setor jurídico da Ctbel, e em seguida será encaminhado ao prefeito Duciomar Costa.

Foto: Divulgação

 

Professores e agentes de 10 cidades são capacitados para combater acidentes


Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
27/03/2012 | 08h06 | Motos

 


Hoje e amanhã, trinta professores e agentes dos 10 municípios pernambucanos com maior índice de acidentes envolvendo motociclista (Araripina, Brejo da Madre de Deus, Caruaru, Cupira, Garanhuns, Petrolina, Pombos, Recife, Salgueiro e Serra Telhada) participam de uma capacitação. A ideia da Gerência de Ensino do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE) é transformar esses profissionais em multiplicadores do Programa de Educação de Trânsito.

A capacitação acontece no auditório da sede do Detran, na Iputinga. Durante 12 horas de aulas, eles terão acesso a um conteúdo programático que prevê Ética, Trânsito e cidadania; Meio Ambiente e Trânsito; Legislação; Segurança de trânsito e Socialização de projetos. Após o curso serão distribuídos 100 kits pedagógicos para cerca de quatro mil alunos.

A medida faz parte da ampliação da educação de trânsito para combater os acidentes com motocicletas proposta pelo Detran junto ao Comitê de Prevenção de Acidentes com Motocicletas (CEPAM).

Coordenado pela Secretaria da Saúde, o comitê prevê uma série de ações nas áreas de educação e fiscalização. De acordo com dados do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), no ano de 2010, os acidentes com transporte terrestre já representavam 25,7% dos óbitos por causas externas. Considerada uma epidemia moderna, os acidentes de moto são maioria, registrando 30,6% dos casos.

 

segunda-feira, 26 de março de 2012

Colisão entre carro e moto deixa dois feridos no Centro

Acidente aconteceu na Avenida Joaquim Nabuco.


COMPARTILHE: 0 0Orkut0


Da Redação

Foto: Néia Dutra/GES

Acidente na Joaquim Nabuco aconteceu por volta das 10 horas


Novo Hamburgo - Um acidente na manhã desta segunda-feira no Centro de Novo Hamburgo deixou pelo menos duas pessoas feridas. A colisão envolveu um carro e uma moto na Avenida Joaquim Nabuco, por volta das 10 horas. O motociclista e a caroneira sofreram escoriações e foram encaminhados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Municipal.

 

Serviço de mototáxi em fase final de regulamentação

Data: 23/03/2012 Douglas Fernandes

Tamanho da fonte:

Novo uniforme dos mototaxistas

O serviço de mototáxi em Teófilo Otoni está em fase final de regulamentação. No mês de abril, vence o prazo para que os proponentes apresentem os documentos previstos para a segunda fase do processo de licitação.

De acordo com o diretor geral da Teotrans, Sandro Lúcio Fonseca, houve a necessidade de prorrogar o prazo em decorrência de pleito apresentado pelos representantes da categoria. Eles relataram a dificuldade de providenciar o colete de segurança e o seguro pessoal para passageiro. “O colete de segurança deve possuir a aprovação do INMETRO e não há muitas empresas em condições de fornecer o material”, disse Fonseca.

A Teotrans definiu, ainda, o uniforme que será usado pelo mototaxista. “É um conjunto simples de camisa azul de malha, calça ‘blue jeans’, calçado preto e cinto preto, além do colete amarelo”, informou Fonseca.

A prioridade é regulamentar o serviço para colocar à disposição da população, prestadores de serviço compromissados, com veículos e equipamentos aferidos e certificados por órgãos competentes.
A lei municipal 6.316/2011 prevê 420 vagas de mototaxista para Teófilo Otoni. (Redação: Agostinho Gomes Batista – Teotrans)

 

Condutor atropela e mata motoboy e foge no Centro de Canoas

Segundo a polícia, vítima colidiu contra um outro veículo e caiu na rua.

COMPARTILHE: 1 38Orkut4


Da Redação

Canoas - Um homem morreu enquanto trabalhava como motoboy em Canoas na noite de quinta-feira. Segundo a Brigada Militar, o motociclista descia a Avenida Doutor Barcelos no Centro quando foi atingido por uma Blazer. Um outro carro que vinha atrás acabou atropelando o motoboy e fugiu do local. A vítima

 

Rock, fé, motocas e segurança

1ª edição do Moto Vida reúne no Parque Vitória Régia motociclistas apaixonados, mas também preocupadosLuly Zonta
luly.zonta@bomdiabauru.com.br

Cristiano Zanardi/Ag BOM DIAPadre Edson Roberto Codato, da paróquia de São Brás, comprou uma “motinha”

Parecia uma grande reunião festiva de motoclube o primeiro Moto Vida, evento aberto à comunidade realizado na manhã de ontem, no Parque Vitória Régia. Teve rock com as bandas XYZ, Acústicos e Calibrados e Midnight, novidades do mercado, motos e triciclos, um mais personalizado que o outro, e muitas dicas de segurança dadas por profissionais das pistas.

A iniciativa da Prefeitura e Polícia Militar tem como objetivo a conscientização sobre a importância da prevenção de acidentes com motos, que já mataram cinco este ano em Bauru. Piloto de motos desde os 18 anos, o tenente-coronel Nelson Garcia Filho prometeu estudar a realização de novas edições para que a região participe.

“Conseguimos unir a adrenalina do rock e da motocicleta para mostrar como se deve pilotar com prudência. Essa juventude é carente disso e quando pode ter acesso aos acidentes que trazemos em imagens, acaba se sensibilizando e tomando mais cuidado”, comenta o comandante, que gostaria de ter um evento como o de ontem a cada dois meses.

Aos 16 anos, o piloto bauruense Dudu Rossini foi para o evento na garupa do triciclo do pai, o representante comercial Eduvaldo Dias da Silva, 49. “Não é fácil enfiar um filho numa pista. A mãe [Claudia] quase morre, todos nós gostamos muito e encaramos o esporte com responsabilidade.”

Dudu, que compete em Interlagos na categoria 250, sonha em fazer 18 anos para pilotar na rua. Apesar de subir numa moto desde os 13, sabe que não pode guiar sem habilitação e colocar vidas em risco. “Até hoje, só andei nas pistas ou dentro da chácara da família, com meus pais perto, de capacete, bota e macacão. Meu pai dá força, mas cobra responsabilidade”, conta o garoto, que foi prestar atenção à palestra dos pilotos profisisonais Marcelo Sonna Cardoso e Beto Guizardi, destaques do Supermotard (circuito com partes de asfalto e de terra).

Os freios sempre em ordem e os cuidados com a frenagem foram os primeiros pontos enfocados por Marcel, que teve Guizard como piloto de demonstração. Ele citou que as curvas são um convite aos acidentes e um bom motociclista jamais deve desacelerar em cima. Brecar sobre areia ou óleo também oferece riscos, por isso quanto mais devagar se andar, melhor. Também lembrou que a troca de viseiras de capacete, que custam R$ 5, pode salvar vidas. Já Guizard alertou para o perigo dos corredores de trânsito e as ultrapassagens. “Não há freio que consiga parar quando você dobra a velocidade ultrapassando. Todos precisam saber limites e habilidades e lembrar que tem alguém em casa o esperando.”

Participante ilustre, o padre Edson Roberto Codato, da paróquia de São Brás, revela que comprou uma moto no sertão da Bahia há 15 anos. Hoje celebra missas em motoclubes. Ele chega aos lugares sobre o triciclo que ele mesmo montou e colocou Nossa Senhora Aparecida como talismã. Antes de cada viagem revela que a conversa com Deus leva pelo menos 10 km.

 

SINDIMOTO APOIA REGULAMENTAÇÃO

A estimativa do presidente do Sindimoto é de que existam cerca de 1,3 mil profissionais atuando em Santa Maria

A entidade que representa os motoboys, mototaxistas e motofretistas de Santa Maria, Sindimoto, é a principal apoiadora do projeto da Prefeitura que pretende realizar a regularização da categoria. A principal finalidade da iniciativa é garantir a segurança do trabalhador e dos usuários dos serviços.

O presidente do Sindimoto, Carlos Alberto Gonçalves Soares, pede que os trabalhadores que atuam sobre duas rodas compareçam junto à Prefeitura até o próximo dia 31 para se cadastrarem. Para que possam ficar por dento de todos os benefícios e regras do projeto, o secretário de Município de Controle e Mobilidade Urbana, Marcelo Bisogno, realizará uma reunião com os profissionais interessados na regulamentação no dia 18 de janeiro, às 20h no auditório da Prefeitura.

A iniciativa prevê uma série de mudanças. Após o período de cadastramento, o primeiro passo será a realização de um levantamento dos inscritos para avaliar a quantidade de prefixos necessários para a identificação das motocicletas. Os veículos passarão a ter a cor laranja para os mototaxistas, aliado ao uso de capacetes brancos. Já os motoboys terão suas motos na cor branca. Para todos, está sendo estudado o uso de coletes reflexivos, como exige o Detran/RS. Além disso, há previsão de que os cadastrados possam participar de um curso de qualificação específico para a profissão.

Sindicalização – O presidente do Sindimoto, Carlos Alberto Gonçalves Soares, pede também que os profissionais se afiliem à entidade. Segundo Soares, atualmente mais de 400 trabalhadores integram o Sindimoto, sendo que todos já estão cadastrados junto ao projeto do Executivo. O presidente estima que Santa Maria tenha em torno de 1,3 mil atuantes na categoria, e espera que todos façam parte do projeto.

Os interessados em integrar o Sindimoto devem ir até a sede da entidade, que fica na Rua Marechal Deodoro nº 9, no Bairro Perpétuo Socorro. O local atende das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 18h de segunda à sexta-feira. Mais informações pelo telefone (55) 3217 1228.

 

Serviço de mototáxi em fase final de regulamentação

Data: 23/03/2012 Douglas Fernandes

Tamanho da fonte:

Novo uniforme dos mototaxistas

O serviço de mototáxi em Teófilo Otoni está em fase final de regulamentação. No mês de abril, vence o prazo para que os proponentes apresentem os documentos previstos para a segunda fase do processo de licitação.

De acordo com o diretor geral da Teotrans, Sandro Lúcio Fonseca, houve a necessidade de prorrogar o prazo em decorrência de pleito apresentado pelos representantes da categoria. Eles relataram a dificuldade de providenciar o colete de segurança e o seguro pessoal para passageiro. “O colete de segurança deve possuir a aprovação do INMETRO e não há muitas empresas em condições de fornecer o material”, disse Fonseca.

A Teotrans definiu, ainda, o uniforme que será usado pelo mototaxista. “É um conjunto simples de camisa azul de malha, calça ‘blue jeans’, calçado preto e cinto preto, além do colete amarelo”, informou Fonseca.

A prioridade é regulamentar o serviço para colocar à disposição da população, prestadores de serviço compromissados, com veículos e equipamentos aferidos e certificados por órgãos competentes.
A lei municipal 6.316/2011 prevê 420 vagas de mototaxista para Teófilo Otoni. (Redação: Agostinho Gomes Batista – Teotrans)

 

domingo, 25 de março de 2012

O serviço de mototáxi em Teófilo Otoni está em fase final de regulamentação.

No mês de abril, vence o prazo para que os proponentes apresentem os documentos previstos para a segunda fase do processo de licitação.




De acordo com o diretor geral da Teotrans, Sandro Lúcio Fonseca, houve a necessidade de prorrogar o prazo em decorrência de pleito apresentado pelos representantes da categoria. Eles relataram a dificuldade de providenciar o colete de segurança e o seguro pessoal para passageiro. “O colete de segurança deve possuir a aprovação do INMETRO e não há muitas empresas em condições de fornecer o material”, disse Fonseca.







O novo uniforme é composto de: camisa azul de malha, calça ‘blue jeans’, calçado preto e colete amarelo

A Teotrans definiu, ainda, o uniforme que será usado pelo mototaxista. “É um conjunto simples de camisa azul de malha, calça ‘blue jeans’, calçado preto e cinto preto, além do colete amarelo”, informou Fonseca.



A prioridade é regulamentar o serviço para colocar à disposição da população, prestadores de serviço compromissados, com veículos e equipamentos aferidos e certificados por órgãos competentes.







A moto também passou por adequações, como a instalação de antenas para previnir acidentes

A lei municipal 6.316/2011 prevê 420 vagas de mototaxista para Teófilo Otoni. (Redação: Agostinho Gomes Batista – Teotrans)


Nove pessoas são condenadas por fraudar CHN de ex-prefeito de Satuba




Envolvidos viabilizaram CNH que Adalberon de Morais circulava em SP


A 17ª Vara Criminal da Capital condenou à prisão e ao pagamento de multas nove pessoas acusadas de envolvimento na falsificação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) que o ex-prefeito de Satuba, Adalberon de Morais, portava quando foi preso em São Paulo, ocasião em que estava foragido da Justiça alagoana.



Então acusado de ter mandado matar e queimar vivo o professor Paulo Bandeira e um assessor parlamentar, o político, de acordo com denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), contou com auxílio do irmão Alberto José de Morais Barros e do cunhado Edilson Alves Araújo para obter a documentação falsificada.



Inicialmente, os réus José Edilson e Alberto José procuraram o Centro de Formação de Condutores (CFC) Direplan e solicitaram uma reclassificação de suas carteiras de habilitação da categoria AB para AD. Foram, então, encaminhados ao CFC Santo Antônio, onde Alberto supostamente realizou curso teórico e prático.



Complacência de servidores do Detran



Reprovado nos testes, Alberto concordou em pagar quantia suplementar a José Edilson para que fosse aprovado e obtivesse o novo documento com a classificação AD. Para tal, contou com ajuda de um examinador e funcionário efetivo do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).



Este, de acordo com decisão da 17ª Criminal da Capital, pediu urgência na emissão da CNH fraudulenta, que chegou às mãos dos solicitantes no dia seguinte. José Edilson e Alberto José foram, então, ao CFC Direplan e solicitaram nova reclassificação, desta vez para a categoria AE.



Contaram, então, com ajuda de um “agenciador de clientes” que lhes prometia aprovação em exames, além da inclusão fraudulenta, no sistema do Detran, de fotografias e assinaturas de quem não tinha se submetido aos exames, artifício cuja concretização dependia da conivência de servidores do órgão.



Foto de Adalberon na CNH do irmão



Mediante suposta coação por parte de um dos acusados de envolvimento na fraude, uma das rés confirmou à 17ª Vara Criminal ter incluído, na documentação de Adalberto de Morais, a foto do irmão dele, o ex-prefeito Adalberon de Morais, além de ter falsificado sua assinatura.



Na época foragido, o réu Adalberon de Morais recebeu um documento verdadeiro cujas informações falsas eram relacionadas ao seu irmão, Adalberto de Morais. Quando foi preso no interior de São Paulo (SP), o ex-prefeito trabalhava como caminhoneiro e conduzia uma carreta.



Um dos acusados (Lucas Thadeu Rangel Paranhos) foi absolvido. Os réus José Waldiney Pereira de Gouvêa e Fernando Frederico Kummer de Carvalho preenchem, segundo a Vara Coletiva, os requisitos previstos na legislação para que o Ministério Público proponha suspensão condicional do processo.



Da decisão da 17ª Vara, cabe recurso à segunda instância do Judiciário estadual.



Relação de condenados pela 17ª Vara Criminal



Adalberon de Morais Barros – 9 anos e seis meses de reclusão / pagamento de 18 salários mínimos.



Alberto José de Morais Barros – 16 anos e 10 meses de reclusão / pagamento de 30 salários mínimos



José Edilson Alves de Araújo – 16 anos e 10 meses de reclusão / pagamento de 30 salários mínimos



Dacildo de Souza Lima Sobrinho – 18 anos e 10 meses de reclusão / pagamento de 30 salários mínimos



Arlene Maria da Silva – 5 anos de reclusão / pagamento de um salário mínimo



Silvano do Nascimento Silva – 2 anos e seis meses de reclusão / pagamento de meio salário mínimo



Carlos Eduardo Barros de Andrade – 11 anos e seis meses de reclusão / pagamento de dois salários



William Ricardo de Alcântara Experidião – 9 anos e seis meses de reclusão / pagamento de dois salários



Edvaldo Nunes Ferro – 9 anos de reclusão / pagamento de 13 salários mínimos

Homens são presos após roubo de motocicleta em Três Coroas




Jornal Panorama




O motoboy Valdenir Pellenz foi atacado quando entregava lanches na rua Henrique Iurguensen, por volta de 20h30min de ontem. Ao parar no local, ele foi abordado por um homem armado, que o obrigou a entregar o seu veiculo. Após a fuga do ladrão, a vítima acionou a Brigada Militar, que logo em seguida conseguiu identificar uma casa onde o ladrão havia escondido a motocicleta. No local foi preso Aílton Leite dos Reis Júnior, de 18 anos, que identificou Deivis Roberto Mattos Binsfeld, de 24 anos, como sendo o autor do roubo. Deivis foi preso em outro lugar e com ele a Brigada encontrou um telefone celular usado para fazer a encomenda do lanche e atrair a vítima. Os dois presos foram apresentados na delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Taquara, sendo autuados em flagrante.

Moto furtada é recuperada em Angra





Angra dos Reis



O motoboy Marlon Miranda Souza, 23 anos, recuperou na tarde de ontem, a sua moto Honda CG Titan 150 KS vermelha, placa KHH-5209 (RJ), que havia sido roubada na noite de segunda-feira, na Rua Francelino Alves de Lima, no Areal, em Angra dos Reis.



O jovem passava pela mesma rua do crime, quando percebeu que a sua moto estava estacionada no local e que um homem estava parado próximo ao veículo. Com isso Marlon foi até o homem e perguntou sobre a moto, porém o homem saiu correndo e o jovem não conseguiu alcançá-lo.



Após constatar que a moto realmente pertencia a ele, Marlon foi até a 166ª DP (Angra), onde efetuou um registro de recuperação de veículo.



Na ocasião do crime, o motoboy realizava uma entrega, quando foi abordado por dois menores marginais, sendo que um deles estava armado com um revólver calibre 38. Os bandidos que teriam entre 16 e 17 anos, renderam Marlon, enquanto este efetuava a entrega de uma pizza e roubaram a moto do jovem.



Moto é furtada no São Bento em Angra



Angra dos Reis





Uma Honda ML 125 vermelha, placa KWK-0615 (RJ) foi furtada na madrugada de ontem, na Rua Honório Lima, no São Bento, em Angra dos Reis.



De acordo com informações registradas na 166ª DP (Angra), o marinheiro Carlos Luis Garcia da Silva, 34 anos, estacionou o veículo próximo a sua residência, na noite de terça-feira, e quando foi trabalhar na quarta-feira, constatou que a moto havia sido levada. O marinheiro não conseguiu testemunhas para o crime.







Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/5,54559,Moto-furtada-e-recuperada-em-Angra.html#ixzz1qBLdkTpd

Mototaxistas de Montes Claros cobram a regulamentação da profissão





 De acordo com o mototaxista, Evangelista Leal, cerca de cinco mil pessoas estão no ramo em Montes Claros e menos da metade, aproximadamente duas mil pessoas, vivem somente deste trabalho.



Para ele a regulamentação da profissão traria mais segurança, tanto para os bons profissionais e também para os clientes.



O problema é que a normatização da profissão no município está emperrada. O MG Inter mostrou em fevereiro do ano passado uma audiência pública na câmara que tratou do assunto. O Ministério Público participou da reunião.



Mais de um ano depois da audiência, a profissão ainda não foi regulamentada em Montes Claros. Um dos reflexos desta impasse pode ter sido o assassinato que aconteceu no dia 14 deste mês. Segundo a Polícia Militar, quatro homens chegaram em duas motocicletas e pararam em frente a um ponto de mototáxi. Um dos passageiros atirou em Magno Souza Araújo, de 25 anos, que, de acordo com a PM, tinha passagem por tráfico de drogas. Ele que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.



Dois dias depois, na mesma empresa de mototaxi, um novo assassinato e outra vez os atiradores chegaram em motocicletas. Alexandro de Jesus morreu no mesmo local e outros dois colegas dele ficaram feridos.



Para a polícia, o crime estaria relacionado ao tráfico de drogas. Falou ainda sobre o comportamento surpreendente de alguns bandidos. Acompanhe no vídeo ao lado.



Para diminuir os crimes, a PM promete intensificar a fiscalização. Até mesmo a polícia reconhece a importância e a necessidade da regulamentação do serviço de motataxi na cidade.



Nós procuramos a MC Trans, mas o atual presidente Carlos Roberto Nogueira está em viagem, e ninguém quis falar sobre o assunto. Já na prefeitura , o procurador jurídico informou ontem que ainda não recebeu nenhum estudo.



Tarifa única para mototaxistas já está em vigor








Já está em vigor no Município de Patos o novo reajuste referente à tarifa única para os serviços de mototaxistas apresentado pelo Sindicato dos Mototaxistas, Ministério Público, e a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos de Patos - STTRANS.





Com a legalização da nova tarifa única, fica devidamente fixado o preço para o uso dos serviços de mototaxistas, sendo representado pelo valor de R$ 3,00 (três reais), independente da distância percorrida durante a utilização do serviço.





De acordo com o presidente do sindicato dos mototaxistas de Patos, José Marcos, a nova tarifa vem viabilizar as condições de estrutura para os mototaxista que trabalham diariamente na realização do serviço. “A nova proposta evita a condição de possíveis abusos na cobrança do serviço, como também, deixa viável a condição de melhorias para quem está oferecendo a opção de deslocamento”, comentou.



Sobre a condição de redução no valor da corrida para o percurso de pequenas distâncias, José Marcos destacou que é necessária também a responsabilidade em não explorar o consumidor. “Dependendo do trajeto percorrido, o mototáxi pode se utilizar do valor compacto ao cobrado anteriormente, o que não pode é explorar o consumidor. Então é necessária também uma compreensão sobre a distância”, disse.





Já o Diretor Superintendente da STTRANS, Dineudes Possidônio, informou que estará sendo feita uma campanha publicitária orientando a população sobre a regularização da nova tarifa única. “Iremos utilizar através de informativos, carros de som, enfim, várias outras mídias, a divulgação desse novo valor, orientando dessa forma, toda população sobre esse reajuste, e claro os seus direitos”, falou.





Ainda segundo as informações de Dineudes Possidônio, é necessário que a população fique atenta as pessoas que tentem cobrar valores superiores ao fixado pela planilha do Sindicato. “Pedimos que os usuários desse tipo serviço, preste atenção no momento da corrida, de uma área para outra. É interessante anotar os dados, o número do mototáxi, evitando assim, fazer uso de um serviço irregular e que de repente venha a explorar o consumidor”, finalizou.









Fonte: Ascom



Caminhão atropela e arrasta motociclista e passageiro em Cuiabá




Em 23 de março de 2012 as 15h52



Motociclista e o passageiro foram arrastados por dois metros de distância. Acidente ocorreu nas proximidades da Avenida Fernando Corrêa da Costa.



— Fonte: G1



 Um motociclista de 22 anos e o passageiro que seguia na moto, de 30 anos, foram atropelados por um caminhão nesta sexta-feira (23), em Cuiabá. As vítimas seguiam na Avenida Fernando Corrêa da Costa e o acidente ocorreu quando entraram na Rua Expedicionário B. Cruz. Conforme testemunhas, o motociclista e o passageiro foram arrastados por dois metros de distância e ficaram presos debaixo do veículo. As duas vítimas ficaram gravemente feridas e foram encaminhadas para o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC).



O motorista do caminhão, de 21 anos, relatou que fazia entrega para uma distribuidora de carne. Ele não ficou ferido. O motociclista teve uma das pernas quebras e teve hemorragia interna. Já o passageiro também quebrou uma das pernas e sofreu escoriações. O estudante de 24 anos, Valdeci Cesário presenciou o acidente e contou ao G1 que o caminhão arrastou a moto com as vítimas. “Eu estava distraído quando a batida ocorreu, mas o caminhão atropelou os dois e os arrastou por cerca de 2 metros e depois parou”, afirmou.



Outra testemunha que estava no local contou que ajudou a prestar os primeiros socorros para as vítimas. “Eu estava vindo logo atrás, quando tudo aconteceu. Na hora só pensei em ajudar a prestar o socorro ao homem que estava preso debaixo do caminhão”, disse Rogério Adriano Duroure , de 32 anos.



Os Profissionais da Perícia Oficial e Identificação Técnica - (POLITEC/MT) estiveram no local e também registraram os vestígio do atropelamento. “ Vamos analisar o material colhido e os dados da perícia e no máximo de 15 dias, o laudo deve fica pronto”, relatou Afonso Moraes, perito oficial da Politec.O policial militar Émerson de Souza chegou logo depois do acidente e acompanhou o trabalho do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). “Eles já estavam recebendo os primeiros socorros quando cheguei e só ajudei a cercar a área para a perícia chegar”, contou. Já os policiais da Divisão de Trânsito do Centro Integrado de Segurança Pública (CISC) do Coxipó registraram o acidente e interditaram a Rua Expedicionário B. Cruz para realizar o boletim de ocorrência.

Taxa de entrega gera polêmica no Grande ABC



Soraia Abreu Pedrozo

Do Diário do Grande ABC



Os motoboys que trabalham realizando entrega em nove unidades da rede de fast food McDonald's do Grande ABC reclamam que seus direitos, previstos em convenção coletiva da categoria de outubro do ano passado, não estão sendo cumpridos.



Dentre as determinações, consta o repasse integral da taxa de entrega, que hoje é de R$ 7. "Recebemos apenas R$ 2,50", conta um dos motoqueiros, que prefere não se identificar. "E isso acontece também com outras redes de delivery na região."



O Sindimoto ABC (que representa os motociclistas da região) afirma que está marcada para terça-feira, reunião na sede do sindicato com a Vetor, empresa terceirizada do McDonald's. Segundo Jefferson Lima de Menezes, tesoureiro da entidade, eles vão conversar com cada uma das empresas que não cumpriram a convenção. "A próxima será a China in Box", conta. "Estamos trabalhando para resolver a situação no setor de delivery em geral. Vamos também realizar fiscalização em pizzarias, o que é muito mais complicado, porque muitas delas não têm sequer CNPJ." Estão na lista também Habibs e Ragazzo.



A equipe do Diário não conseguiu contato com as assessorias desses restaurantes nem com a empresa terceirizada Vetor.



Quanto ao McDonald's, a companhia afirma que "vai apurar detalhadamente os fatos com a empresa que presta serviços de entregas na região."



Outros benefícios da categoria aprovados em convenção e não cumpridos são: convênio médico e odontológico, seguro de vida e espaço com bebedouro e cadeiras para descanso entre uma entrega e outra. A categoria recebe entre R$ 1.200 e R$ 1.300 mensais por seis horas de trabalho no Grande ABC, de acordo com o Sindimoto

Motoboy morre em acidente a menos de 500m de chegar ao destino




Luiz Henrique de Oliveira e Tiago Silva


Tiago Silva - Banda B



No local da ocorrência



Um motoboy de 53 anos morreu num acidente por volta das 15h desta sexta-feira (23), nas proximidades do Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Luiz Roberto Gonçalves estava na sua motocicleta a menos de 500m de chegar em uma empresa, na qual ia pegar uma encomenda, quando colidiu com um Corsa conduzido por uma mulher.



O policial militar Rodrigo, do 17° Batalhão, contou o que apurou sobre o caso. “Ele foi jogado 4 m depois da colisão e acabou batendo com a cabeça na pista, morrendo na hora. Ainda não sabemos de quem foi a culpa no acidente”, disse.



O caso será investigado pela Delegacia de Delitos de Trânsito.

Curso gratuito para os motociclistas




21-Mar-2012

Novos cursos oferecidos gratuitamente aos motociclistas pelo Sindimoto RS ...



São oito módulos iniciais:



* Regulamentação – Motofrete e Mototáxi

* Etiqueta Profissional – Motoboy e Mototáxi

* Mecânica Básica para Motociclistas

* Legislação de trânsito para motociclistas

* Direito Trabalhista e do Consumidor

* Recurso de Infração e Revisional

* Idiomas (inglês – espanhol)

* Pilotagem Consciente para Jovens



Inscrições por e-mail sindimoto@sindimoto.com.brEste endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email ou na Rua Itaborai, 1090.



Informações ligue 51.33220909



sábado, 24 de março de 2012

Suspensa habilitação de motorista que fugiu de barreira da polícia



A Juíza Clarissa Costa de Lima, da 4ª Vara Criminal de Canoas, homologou nesta sexta-feira (23/3) a prisão em flagrante de Roberto Turossi e determinou a suspensão do direito de dirigir de motorista preso após fugir de barreira da Polícia Rodoviária Federal. Mediante pagamento de fiança, será concedida liberdade provisória ao indiciado, que se encontra recolhido no Presídio Central de Porto Alegre.


No despacho, a Juíza salientou que, apesar haver comprovação de materialidade do crime e suficientes indícios de autoria, a prisão preventiva é medida excepcional. Portanto, é cabível somente quando a substituição por outras medidas cautelares se mostre inadequada.

No caso, não se desconhece que a conduta do indiciado poderia ter resultado em delitos muito mais graves, ponderou a magistrada. Apesar disso, considerou que a prisão provisória do iniciado não é necessária neste momento e pode ser substituída por medidas capazes de garantir a satisfação da prestação jurisdicional, bem com sua própria utilidade e finalidade.


Fiança e entrega da CNH


Conforme o art. 319 do Código de Processo Civil, concedeu liberdade ao indiciado mediante pagamento de fiança no valor de R$ 9.330,00, equivalente a 15 salários mínimos nacionais. A aplicação da fiança se justifica diante dos prejuízos causados ao patrimônio público e leva em consideração o fato de que o indiciado está qualificado como empresário e não está sendo assistindo pela Defensoria Pública, ressaltou. A respeito da suspensão do direito de dirigir, afirmou que a medida é aplicada em razão da conduta do motorista, que possui diversas infrações de trânsito.

O alvará de soltura do indiciado será expedido somente depois comprovado o pagamento da fiança. No primeiro dia primeiro dia útil seguinte à soltura, o motorista deverá comparecer ao Foro de Canoas para entregar sua Carteira Nacional de Habilitação.

O caso

Conforme relato dos policiais, o indiciado, diante da ordem para que parasse em barreira da Polícia Rodoviária, avançou com o veículo sobre os agentes envolvidos na operação. Na sequência, houve perseguição pela BR-116, tendo o motorista empreendido velocidade excessiva e trafegado em zigue-zague.

Quando estava sendo alcançado por uma viatura, subitamente parou o veículo, fazendo com que a carro dos policiais colidisse no guard rail da pista. Continuando a perseguição, fez com que um veículo da Brigada Militar, que dava apoio à Polícia Rodoviária, também sofresse danos. Durante a perseguição, o indiciado também bateu com o espelho retrovisor no braço de um motociclista e, por fim, pouco antes de ser parado, passou a fugir em alta velocidade em marcha-ré por aproximadamente 500 metros. Quando desceu do veículo, passou a desferir socos e pontapés nos policiais, resistindo à prisão. Teste do bafômetro registrou a concentração de álcool superior a 3mg/l.

Processo nº 21200065045 (Comarca de Canoas)

sexta-feira, 23 de março de 2012

Cariri-CE: Mototaxistas recebem curso de capacitação em cidades da regiãoi

Por

jotalopes

Resolução do Contran estabelece que o curso é obrigatório para quem utiliza o veículo para atividade remunerada

No Crato, cerca de 800 pessoas exercem a profissão de mototaxista FOTOS: YAÇANÃ NEPONUCENA

Crato.

A partir de uma solicitação feita há dois anos pela Associação dos Mototaxistas do Crato, a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Ceará está oferecendo aos mototaxistas e motofretistas de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha um curso de formação em mototáxi e motofrete. Ao todo, nas três cidades, 150 profissionais participam das atividades. Porém, há uma abstenção devido aos horários do curso, que coincidem com os períodos de maior fluxo das corridas.

Para os mototaxistas, o curso especializado é uma boa oportunidade para que antecipem os conhecimentos sobre as exigências da legislação de trânsito, já que, de acordo com a resolução 350 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o conhecimento é obrigatório para todas as pessoas que exercem atividades remuneradas na condução de motocicletas e motonetas.

A meta é possibilitar discussões permanentes que proporcionem conhecimentos, valores, posturas, padronização, atitudes dos profissionais, segurança no trânsito, além de melhorar os serviços e o atendimento ao público. Conforme a lei, cada motociclista profissional deve se atualizar a cada cinco anos.

A medida entrou em vigor em 15 de dezembro de 2010, mas, na região do Cariri, os órgão de trânsito ainda não cobram o certificação do curso. As aulas, que acontecem nos períodos da tarde e noite, abordam assuntos relacionados à legislação e conhecimentos básicos, como relacionamento interpessoal do profissional com o cliente, noções dos riscos sob duas rodas, práticas de pilotagem e até técnicas de venda e associativismo. No Cariri, o curso teve inicio no último dia 27 de fevereiro e vai até o próximo dia 23 de março.

As atividades estão sendo executadas pelo Serviço Social do Transporte (Sest) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) de Sobral, única instituição no Ceará autorizada a oferecer as aulas.

Todos os dados referentes à habilitação dos motociclistas profissionais foram encaminhados ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Os condutores que apresentaram pendências junto ao órgão não puderam se envolver nas atividades. Ainda não está prevista a formação de novas turmas.

Profissionais cadastrados

De acordo com o Sindicato dos Mototaxistas de Juazeiro do Norte (Sindimoto), na cidade, existem 1.666 motociclistas profissionais cadastrados pelo Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) para exercer a profissão. Em Crato, a média é de 800 e, em Barbalha, cerca de 500 pessoas exercem a profissão. A média diária de faturamento de cada é de R$ 40 reais.

Para o presidente do Sindmoto, Clóvis Magalhães Mendonça, a maior dificuldade em exercer a profissão de mototaxista, além da concorrência com os mototaxistas clandestinos, é o descumprimento das medidas previstas na lei que regulamenta a profissão. “É preciso que os colegas respeitem os pontos estabelecidos na lei. Esse curso é uma boa oportunidade para a qualificação”, afirma o presidente. As atividades de mototaxista e motofrentista foram reconhecidas como profissão recentemente. A Lei 12.009/ 2009 estabelece os direitos e deveres da categoria.

Mais informações:
Prefeituras Municipais Crato: (88) 3521.8969
Juazeiro do Norte Telefone: (88) 3566.1002
Barbalha Telefone: (88) 3532.3022

Portal Verdes Mares

 

Projeto amplia isenção de IPI para mototaxistas




Os trabalhadores que atuam na profissão de mototaxistas poderão adquirir motos novas por um valor diferenciado em relação ao preço praticado no mercado, se o PL 3171/2012 de autoria do deputado federal Laércio Oliveira (PR/SE) for aprovado.

O objetivo do projeto é estender aos motoristas profissionais que utilizam motocicletas e motonetas o benefício de isenção do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) na aquisição dos veículos, que hoje é aplicado aos taxistas.

A isenção do IPI vai beneficiar os trabalhadores na compra de motocicletas de fabricação nacional e cilindrada não superior a 250 cm. A proposta é uma forma de atender os mototaxistas que não têm condições financeiras de adquirir uma motocicleta nova. Por outro lado, contribuirá para uma prestação de serviço de boa qualidade e ao mesmo tempo reduzir a poluição sonora e meio ambiente.

“Essa medida é justa, visando aumentar oportunidades, gerar mais empregos e facilitar a aquisição de um bem essencial ao trabalho dessas pessoas”, disse o parlamentar na justificativa, acrescentando que diante das dificuldades do transporte público, o mototaxi representa um serviço de acesso mais econômico para milhões de cidadãos.

Assessoria de imprensa

 

quinta-feira, 22 de março de 2012

Mototaxistas tem reivindicações atendidas durante reunião com prefeito

 

 

Da Assessoria

Durante reunião realizada na manhã desta sexta-feira (16) entre representantes dos mototaxistas, o secretário de Transporte e Trânsito, Argemiro José Ferreira; a gerente d o Departamento, Lourdes Dall Molin; e o prefeito municipal, foram atendidos uma série de reivindicações feitas pela categoria. A principio os mototaxistas pediram ao prefeito que realizasse algumas mudanças na Lei do Mototaxi, contudo, após diversas pontuações feitas pelo prefeito houve um entendimento mútuo de que certos procedimentos burocráticos, como o que permeia a concessão taxa de recadastramento, é necessário para garantir os diretos dos mototaxistas.

“Eles entenderam que o procedimento, por mais burocrático que seja, serve para dar credibilidade ao profissional, e evita o uso indevido da função para favorecimento a terceiros no uso de vagas, por meio de venda e outros artifícios”, explicou a gerente Lourdes Dall Molin.

Lourdes informou que entre as reivindicações atendidas pela administração estão as melhorias na demarcação de pontos de mototáxi, com a colocação de placas e sinalização adequada; equiparação da taxa de recadastramento, à paga pelos taxistas e o encaminhamento de licitação para construção de abrigos.

Ao final da reunião, os mototaxistas agradeceram o empenho da atual gestão nos avanços obtidos pela categoria e ressaltaram o trabalho da gerente do Departamento de Trânsito e Transporte, Lourdes Dall Molin. “A Lourdes tem dado todo o suporte necessário para que a nossa categoria obtenha os benefícios dos quais hoje desfrutamos”, disse um dos representantes da classe.

 

Operação da Seop apreende 25 mil mídias piratas com ambulantes na Ilha

 

 

Rio - Uma grande operação de combate à desordem realizada por agentes da Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop), com apoio de guardas municipais, nesta quarta-feira, na Ilha do Governador, apreendeu 25 mil mídias piratas vendidas irregularmente em via pública por ambulantes não autorizados. Além das mídias, outros mil itens foram apreendidos, entre controles remotos, relógios, fones de ouvido, lanternas, calculadoras, pilhas, sombinhas e óculos.

Durante a ação, três pontos de energia clandestina foram desligados. Uma estrutura utilizada como ponto de mototaxi montada na calçada foi demolida. A fiscalização atuou no entorno do shopping Ilha Plaza, na Estrada do Dendê e no Cocotá.

Agentes da Seop apreenderam mais de 25 mil mídias piratas | Foto: Divulgação

"A operação realizada hoje na Ilha tem como objetivo reprimir o comércio ambulante não autorizado que ocupa as calçadas. Recebemos denúncias de moradores e a Ordem Pública intensificará as ações na região", disse Marcelo Maywald, subsecretário de Ordem Pública, que acompanhou pessoalmente a ação.

Participaram da operação 40 pessoas entre agentes da Seop, guardas municipais, garis da Comlurb e funcionários da Seconserva, que contaram com o apoio de policiais militares. Cinco caminhões foram utilizados na operação.

 

Aprovado projeto que aumenta número de placas para Mototáxis

Com dispensa de segunda votação, a Câmara Municipal de Ariquemes aprovou, em sessão realizada nesta segunda-feira (19), o Projeto de Lei 2108/12 de autoria do Executivo Municipal que altera a Lei 901/01 e aumenta o critério de placas para os mototaxistas de uma para cada 300 habitantes do perímetro urbano. “Hoje existem 232 motos, com a aprovação da Lei, mais 23 motos poderão trabalhar no município”, explicou o presidente da Casa, vereador Valmir Francisco dos Santos (Val PT).

Na oportunidade, Val ressaltou que a comodidade e agilidade na prestação do serviço é uma das principais razões para a apresentação do projeto. “A comunidade ganha muito com isso, especialmente os moradores dos bairros fora do eixo da cidade”, ressaltou.

Além do projeto em favor da concessão de mais placas aos mototaxistas que foi incluído na Ordem do Dia, e teve o pedido de dispensa de segunda votação feito pelo vereador Alex Redano (PRTB), os vereadores de Ariquemes aprovaram outros dois Projetos de Lei: o 2109/12 de autoria do vereador Clovis José (PMDB), que reconhece de Utilidade Pública, a Associação Automobilística de Ariquemes; e 2111/12, que também foi incluso na Ordem do Dia e dispõe sobre crédito especial suplementar através do Fundo Municipal de Assistência Social, que será gestionado pela Secretaria de Ação Social de Ariquemes.



PODER LEGISLATIVO

CÂMARA MUNICIPAL DE ARIQUEMES


Autor: Assessoria
Fonte: www.NAHORAONLINE.com

 

Moto-táxi com agenda cheia em dia de greve

Nuno Patrício

Os efeitos desta greve sentem-se sobretudo no setor dos transportes. Por isso, o serviço de moto-táxi existente em Lisboa tem a agenda cheia.

A moto-táxi é uma alternativa aos transportes públicos e aos táxis tradicionais. A antever os transtornos causados pela paralisação, houve muita gente que preferiu mesmo marcar serviços com antecedência.

(com Sandra Henriques)

 

Comandante da PM ressalta valorização do policial através de Cursos de Aperfeiçoamento

 

Para o coronel Cesar com a parceria da Sesdec, Detran, Semtran e outros órgãos afins, a Polícia Militar vem diminuindo os números das estatísticas de acidentes

Na abertura do II Curso de Motociclista Militar na manhã de hoje, 21, no auditório do Tribunal de Contas do Estado, em Porto Velho, o coronel PM Cesar Comandante Geral da PM ressaltou a importância do aperfeiçoamento e valorização do policial militar no governo da Cooperação no sentido de “estarmos unidos para uma melhor atuação na área da Segurança Pública”. O Secretário chefe da Casa Civil, Juscelino Amaral representou o governador Confúcio Moura. Participou da solenidade o Secretário da Sesdec Marcelo Nascimento Bessa.


O coronel informou ainda que a cerca de 10 anos não se realizava um Curso de motociclismo e agora “estamos resgatando esta necessidade”. Para o coronel Cesar com a parceria da Sesdec, Detran, Semtran e outros órgãos afins, a Polícia Militar vem diminuindo os números das estatísticas de acidentes nas cidades do Estado. A valorização profissional é a meta do governo.


Ele lembrou que em um ano foram realizados Cursos para mais de 800 policiais militares, desde soldado, cabos, sargentos, Aperfeiçoamento de Sargentos, Curso de Habilitação de Oficiais de Administração e ainda o encerramento do Curso de Formação de Oficiais, bacharéis em Segurança Pública.


O major PM Lisbôa, Comandante da Companhia Independente de Policiamento de Transito, na aula inaugural fez um relato histórico do policiamento através de motocicletas destacando a rapidez para fluir dentro do trânsito e atender ao chamado da população. É uma resposta eficaz no combate aos crimes praticados por indivíduos que se utilizam de motos.


Cursos autorizados

O grande eixo da Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania é a valorização profissional e o governador Confúcio Moura já tem dito que todos os esforços deverão ser feitos para a capacitação e ou aperfeiçoamento dos Servidores, garantiu o Secretário Marcelo Nascimento Bessa.


Ele observou que o Comando da PM apresentou planilhas de cursos para este ano e “de pronto, quero dizer que todos os pedidos já estão autorizados”. Esta turma será uma multiplicadora e levará aos demais policiais seus conhecimentos na busca permanente de um transito mais seguro para todos nós.


O evento contou com a presença do Secretário chefe da Casa Civil do governo Juscelino Moraes do Amaral, do Secretário de Segurança, Defesa e Cidadania, Marcelo Nascimento Bessa, do Secretário Municipal de Transporte e Transito João Marcos, subcomandante geral da PM coronel Thomazzoni, Assessor Militar da PM junto ao Tribunal de Justiça, coronel Achiles, Coordenador de Recursos Humanos da PM coronel Mendes, Comandante da Companhia de Transito major PM Lisboa, demais oficiais e praças.

 

QUANDO DESCONTAR CONTRIBUIÇÃO SINDICAL DOS EMPREGADOS AFASTADOS E APOSENTADOS

 

QUANDO DESCONTAR CONTRIBUIÇÃO SINDICAL DOS EMPREGADOS AFASTADOS E APOSENTADOS

Equipe Guia Trabalhista

A Contribuição Sindical dos empregados, devida e obrigatória, será descontada em folha de pagamento de uma só vez no mês de março de cada ano e corresponderá à remuneração de um dia de trabalho.

O artigo 149 da Constituição Federal prevê a contribuição sindical, concomitantemente com os artigos 578 e 579 da CLT, os quais preveem tal contribuição a todos que participem das categorias econômicas ou profissionais ou das profissões liberais.

Nos termos do art. 582, § 1º, letras "a" e "b" da CLT, considera-se um dia de trabalho o equivalente a:

  • Uma jornada normal de trabalho, se o pagamento ao empregado for feito por unidade de tempo (hora, dia, semana, quinzena ou mês);
  • 1/30 (um trinta avos) da quantia percebida no mês anterior, se a remuneração for paga por tarefa, empreitada ou comissão.

O desconto da contribuição sindical corresponde a um dia normal de trabalho, ou seja, vai ser composta da remuneração que corresponda à jornada diária normal do empregado.

Quando descontar a contribuição sindical nas situações abaixo:

Admissão Antes do Mês de Março

- O desconto da Contribuição Sindical é no mês de março.

Admissão no Mês de Março

- Verificar se já houve o respectivo desconto na empresa anterior referente ao ano corrente, evitando outro desconto.

- Se houve o desconto em admissão anterior, anotar na Ficha de Registro.

- Caso não tenha ocorrido qualquer desconto, o mesmo deverá ocorrer no próprio mês de março, para recolhimento em abril.

Admissão Após o Mês de Março

- O desconto da Contribuição Sindical será no primeiro mês subsequente ao do início do trabalho.

Empregado Afastado

- O empregado que se encontra afastado da empresa no mês de março, sem percepção de salários, por motivo de doença, acidente do trabalho ou licença não remunerada, deverá sofrer o desconto da Contribuição Sindical no primeiro mês subsequente ao do retorno ao trabalho.

Aposentado

- O aposentado que retorna à atividade como empregado e, portanto, é incluído em folha de pagamento, fica sujeito normalmente ao desconto da Contribuição Sindical.

A empresa deverá anotar na ficha ou na folha do livro de Registro de Empregados, bem como na CTPS as informações relativas à Contribuição Sindical paga.

Para obter na íntegra os tópicos relacionados, com as atualizações, exemplos e jurisprudências, acesse no Guia Trabalhista On Line.

  1. Admissão do Empregado;
  2. Contribuição Sindical Empregados – Aspectos Gerais;
  3. Contribuição Sindical - Relação de Empregados;
  4. Folha de Pagamento - Obrigatoriedade.

Atualizado em 19/03/2012

 

Marcela Turbinada 2012 em Cachoeirinha dia 5 de abril

 

 

Imagens

 

 


A Moto Show e Casa da Motos estão promovendo a tradicional colheira da Marcela com partida em Cachoeirinha dia 5 de abril.

Clique no cartaz ao lado para ampliá-lo e obter mais informações...