quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Top 10: marcas históricas de motos

  9/01/2012 - Carlos Bazela (Infomoto)/Fotos: divulgação / Fonte: iCarros

A história do automóvel está diretamente ligada à história da humanidade. No motociclismo não é diferente. Quando vemos surgir um novo modelo equipado com diversos equipamentos embarcados, como controle de tração, acelerador eletrônico, e até câmbio duplo automático, como acontece com a Honda VFR 1200F, fica difícil acreditar que tudo começou literalmente com uma bicicleta motorizada. Para mostrar os primeiros passos do motociclismo no mundo, reunimos dez marcas tradicionais e seus modelos mais importantes. Sendo que alguns deles foram feitos há quarenta, cinquenta e até cem anos atrás.


1 - Honda

Embora a empresa fundada por Soichiro Honda já estivesse equipando bicicletas com seu motor A-Type em 1947, a primeira motocicleta desenvolvida pela marca chegou ao mercado dois anos depois. A Dream D Type contava com um motor monocilíndrico refrigerado a ar de 98 cm³ que gerava pouco mais de 3 cv de potência máxima a 4500 rpm. Mesmo com pouca força, a moto com câmbio de duas velocidades gerou imensa movimentação na época.

 2 - Yamaha

Dissidente de uma tradicional fabricante japonesa de instrumentos musicais, a Yamaha Motor Co. apresentou ao mercado sua primeira moto em janeiro de 1955. A YA-1, apelidada de “Libélula Vermelha” por causa da cor avermelhada e do corpo esguio, era equipada com um motor dois tempos monocilíndrico de 123 cm³. A moto, que também contava com um câmbio de quatro velocidades, tinha 5,6 cv de potência máxima. 




3 - Harley-Davidson


No caso da lendária marca americana, a tradição em fabricar motocicletas já passa dos cem anos! Tudo começou com os jovens William S. Harley e Arthur Davidson que resolveram colocar um motor em um quadro de bicicleta em 1903. Nascia ali a primeira motocicleta Harley-Davidson. O primeiro propulsor usado pela dupla era um monocilíndrico de apenas 160 cc. Outros dois motores mais fortes – com 400 e 440cc – também foram desenvolvidos pela dupla enquanto a marca se estabelecia. Entretanto, os famosos propulsores de dois cilindros em “V” estrearam apenas em 1909.




4 - Benelli

 
Pouco conhecida do público brasileiro, a Benelli é mais uma fabricante de motocicletas a ultrapassar a marca dos cem anos de idade. Em 1911, os seis irmãos Benelli resolveram colocar motores em bicicletas usando a oficina inaugurada pela mãe. Dez anos depois, a marca produzia sua primeira motocicleta, a Velomotore, que estava disponível nas versões Touring e Sport, com propulsores de 98 e 125 cc, respectivamente.
5 - Suzuki

 
A empresa fundada por Michio Suzuki em 1952 seguiu os mesmos caminhos da Honda. Começou equipando bicicletas com motores para depois produzir integralmente a sua primeira motocicleta. A moto em questão foi a Colleda COX, com motor monocilíndrico quatro tempos de 125cc capaz de gerar até 4 cv a 5000 rpm. Equipada com câmbio de três marchas, a moto chegava a 75 km/h de velocidade máxima.
 
 
 
 
6 - Triumph

 
Fundada em 1886 como uma importadora de bicicletas alemãs, a marca inglesa produziu a sua primeira motocicleta em 1902. Tratava-se de uma bicicleta equipada com um motor Minerva de 211 cc, capaz de gerar 1,5 cv de força. Já em 1904 a Triumph entrou de cabeça na fabricação de motocicletas – ainda tendo como base os modelos de outras fabricantes – e, no ano seguinte, os modelos passaram a ter o design original da marca. A moto sem nome e com motor de 3 cv teve mais de 250 unidades produzidas no final de 1905.






7 - Indian

Outra marca americana a ultrapassar os cem anos de idade, a Indian inaugurou os conhecidos motores de dois cilindros em “V” em 1907. Entretanto, em 1904 uma motocicleta Indian foi premiada na St Louis Exposition por ter viajado de São Francisco até Nova Iorque em 31 dias sem apresentar nenhum defeito. Entretanto, a primeira moto de alta cilindrada da marca, pelas quais são conhecidas até hoje, foi a Powerplus. Equipada com o já conhecido motor de dois cilindros em “V” de 1000 cc, a moto permaneceu em linha entre 1916 e 1924.
 
 
8 - Gilera

 
A marca italiana que tem sua produção restrita a scooters, entre eles o 500, estiloso modelo de três rodas – está ligada diretamente às pistas de corrida e às motos esportivas. Em 1909, Giuseppe Gilera construiu uma pequena moto de competição aos 22 anos em Milão. Nascia ali a Gilera Racing Team. Nos anos seguintes, a equipe evoluiu ao ponto de, em 1933, terem em mãos a Rondine, uma moto com motor de quatro cilindros com refrigeração liquida e capaz de desenvolver 60 cv a 8500 rpm. Números impressionantes para a época.
 
 
 
 
9 - Royal Enfield

Outra marca britânica pouco conhecida aqui no Brasil, a Royal Enfield produziu seu primeiro modelo em 1901.  Fabricante de bicicletas, a marca começou vendendo peças para rifle, daí a origem do slogan “Made like a gun” (feito como uma arma).  Os modelos da marca inglesa não são nenhuma inovação em design e conservam o design tradicional das motos touring da década de 1940. Entretanto, a Royal Enfield, agora  na Índia, continua a todo vapor e a maior prova disso foi a apresentação da Thunderbird 500 no início de 2012. A moto tem motor de 499 cm³ que desenvolve pouco mais de 27 cv a 5250 rpm.

 
10 - Ducati


A Ducati iniciou suas atividades fabricando rádios durante os anos 30. Depois da Segunda Guerra Mundial, a Ducati começou a trilhar novos caminhos.  Em 1946, nascia o Cucciolo, primeiro motor da marca a ser montado em uma bicicleta e três anos depois, surgiu a Ducati 60, primeiro modelo completo da casa de Borgo Panigale. A 60 era equipada com uma versão melhorada do Cucciolo com 59 cm³ - o original tinha 48cc – que era capaz de gerar pouco mais de 2 cv a 5000 rpm.


Nenhum comentário:

Postar um comentário