quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Mototaxistas: não pudemos 'rodar' na inauguração da UPP do Vidigal

Hélio Almeida | Rio+ | 18/01/2012 21h51



Ao chegar no Vidigal, comunidade da Zona Sul carioca, uma das características que chamam a atenção de quem chega é o serviço de mototáxi, que são homens entre 20 e 40 que passam o dia a levar para cima e para baixo pessoas que precisam se locomover dentro da favela.
Mas nesta quarta-feira, eles afirmaram ao SRZD.com que não puderam trabalhar entre 13h e 17h, dentro do horário da inauguração da 19ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), o que estaria causando transtornos aos moradores.
Um dos mototaxistas que não quis se identificar afirmou que policiais disseram que eles não poderiam circular pela comunidade durante o evento.
Com medo de algum tipo de retaliação, muitos donos de motos deixaram sua ferramentas de trabalho paradas no ponto que fica na entrada da favela. Um outro disse que alguns preferiram não trabalhar.
Duas moradoras (uma com bolsas) quiseram utilizar o serviço, mas os mototaxistas informaram que "não estavam rodando".
Essas duas moradoras não gostaram da notícia que receberam. "Vieram pra cá só pra atrapalhar", disse uma. A outra teve sorte. Um dos mototaxistas preferiu encarar o comunicado e levou a mulher. Alguns pararam mais acima, um pouco distante dos novos policiais que tiveram formatura nesta quarta-feira.
Os mototaxistas não disseram quem deu a ordem e nem quem trouxe. O subcomandante da UPP no Vidigal, tenente Jairo Dantas (que nasceu na comunidade) disse ao SRZD.com que a informação não procede, e que o único pedido feito foi para moderar a velocidade, devido a grande movimentação de pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário