sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Após denúncia, Strans intensifica fiscalização de mototaxistas

 

A Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) está intensificando a fiscalização do serviço de mototaxi na capital. A meta é garantir a segurança dos usuários do serviço e evitar a circulação de mototaxis irregulares.


Na última quarta-feira (18), um grupo de mototaxistas denunciou ao Ministério Público que o número de "piratas" na profissão triplicou com os atos de protesto do movimento #contraoaumento. Nas queixas, eles afirmaram que muitos passageiros estavam sendo assaltados por mototaxistas irregulares.
De acordo com o diretor de Transportes Públicos da Strans, coronel Adonias Amorim, o trabalho de fiscalização está acontecendo de forma mais intensa para coibir a ação dos irregulares.

"Temos atualmente 2.027 mototaxis regularizados, o que é um número suficiente para atender à demanda de usuários de Teresina, por isso é preciso que seja realizado um trabalho intenso de fiscalização para coibir os clandestinos", acrescentou.
O diretor ressalta ainda que a fiscalização visa, especialmente, garantir um transporte seguro para os usuários do serviço, uma vez que os mototaxistas que não são regularizados não têm condições de prestar o serviço com seguro para a comunidade.

"Precisamos dar aos usuários do serviço um transporte seguro, e para isso estamos coibindo a ação dos mototaxistas irregulares. Já recolhemos um grande número de coletes e capacetes utilizados pelos mototaxistas irregulares", finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário