quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Sindicatos são contra vans transportando passageiros

Rodosul (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Mato Grosso do Sul), Setur (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano), Sintax (Sindicato dos Taxistas) e Mototaxi (Sindicato dos Mototaxistas) se posicionaram contra a operação das vans no transporte de passageiros. Na sessão desta quarta-feira (7/12), representantes dos quatro sindicatos estiveram na Assembleia Legislativa para defender o cumprimento da legislação estadual.

Segundo Rodrigo Possari, representante da Rodosul, as vans operam de forma irregular. “A legislação estabelece que para distância superior a 150 quilômetros é exigido corredor e sanitário. Todos possuem deveres e direitos. O que estamos defendendo é o cumprimento da lei”, informou.

Possari disse ainda que as vans têm causado um desequilíbrio econômico e financeiro. “Muitas linhas foram paralisadas em decorrência do desequilíbrio econômico e financeiro pelo transporte alternativo nas linhas rentáveis que subsidiavam as linhas deficitárias”, explicou.

O sindicalista encerrou o seu discurso ressaltando os benefícios realizados pelas empresas de transporte de passageiros. “Cumprimos nossas obrigações fiscais e concedemos gratuidades para oficiais de justiça, idosos, policiais militares, deficientes físicos e obesos. Nossos veículos passam por manutenção preventiva, aceitamos o pagamento com cartão de crédito e oferecemos pontos de apoio ao longo dos trajetos”, citou Possari

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário