segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Sest/Senat oferece treinamento para motofretistas em Bauru, SP


O curso também será oferecido para mototaxitas.
O objetivo é reduzir os acidentes envolvendo esses profissionais.

Mariana Bonora
Do G1
Bauru e Marília

Para atender a resolução do Contran, o Conselho Nacional de Trânsito, o Serviço Nacional de Aprendizagem de Transporte, o Senat, oferece cursos de treinamento gratuitos para quem trabalha com motofrete em Bauru, no interior de São Paulo.

A resolução, que exige a capacitação de motociclista que trabalham como frete ou transporte de pessoas, foi publicada em junho de 2010, mas, somente em julho desse ano, a portaria do Detran regulamentou a medida. E para colaborar que adequação desses profissionais a lei, o Sest inicia neste mês as turmas do curso de capacitação.

De acordo com Alexandre Bertoni, diretor regional da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, a Sert, parceira nesta iniciativa, são oferecidas inicialmente 180 vagas para quem trabalha com motofrete. "Inicialmente a capacitação vai abranger os motofretistas, mas, o objetivo posterior é o curso voltado também aos mototaxistas", completa.

O curso será realizado nos períodos da manhã, tarde e noite em duas turmas, com 25 profissionais cada. A capacitação se inicia no dia 12 de dezembro.

Menos acidentes
O diretor regional da Sert destaca que o objetivo da capacitação dos mototaxistas e motofretistas é colaborar com a redução dos acidentes. Um levantamento do Ministério da Saúde divulgado em novembro desse ano mostrou que o número de mortes no trânsito triplicou nos últimos nove anos. Em 2012, 40 mil pessoas morreram em acidentes e 25% delas eram motociclistas.

"O nosso foco, com a capacitação, é reduzir esses números e atender a resolução da ONU, que pede empenho dos países signatários na redução em 50% do número de acidentes de trânsito em 10 anos", destaca Bertoni.

De acordo com dados da Emdurb, Empresa de Desenvolvimento Rural e Urbano, em Bauru existem 110 mototaxistas cadastrados e exercendo legalmente a atividade. No entanto, o número de motofretistas não foi possível levantar porque a profissão ainda não foi regulamentada na cidade, mas, segundo o Conselho Municipal de Emprego, existem cerca de 70 mil motos em Bauru e grande parte é utilizada em serviços de motofretes para estabelecimentos comerciais.

Ainda de acordo com a assessoria da Emdurb, o objetivo é que a regulamentação seja feita no primeiro semestre de 2012, até para possibilitar a fiscalização da documentação desses profissionais.

A capacitação
O curso tem carga horária de 30 horas, onde os profissionais vão aprender noções de segurança no trânsito, ética e cidadania na atividade profissional, gestão de risco, proteção do transporte de carga e pessoas, entre outros temas.

Na capacitação podem participar todos os profissionais que trabalham com motofrete, que tenham mais de 21 anos e dois anos de habilitação na categoria A. O motociclista também não pode estar com o direito de dirigir suspenso nem ter tido a CNH cassada por conta de algum crime de trânsito ou estar impedido judicialmente de exercer seus direitos de condutor.

Podem participar tanto os profissionais que já trabalham com frete, como os motociclistas que pretendem exercer essa função. O motorista que realizar o curso terá, em sua carteira de habilitação, a certificação concedida pelo Dentran para o exercício da função.

Os documentos exigidos são: cópia da CNH (aumentada no tamanho de uma folha A4), uma foto 2x2 e a certidão de prontuário do Detran (pode ser retirada na Ciretran da cidade de emissão da carteira de habilitação).

A documentação deve ser levada a unidade do Sest/Senat de Bauru, que fica na Rua José Postingue, 5-115, Distrito Industrial II, próximo ao Hospital da Unimed, das 8 às 18 horas. Mais informações pelo telefone: (14) 2108-1800.

Nenhum comentário:

Postar um comentário