sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Blitz do Bafômetro


Estive em Montevidéu Uruguai, e La vi que em plena luz do ia faziam barreiras com a Policia de trânsito e a Policia militar, todos os veículos que eram parados eram submetidos ao Bafômetro, fiquei acompanhando pó cerca de 30 minutos a barreira, nenhum uruguaiio fora flagrado co limites de álcool acima do permitido pela Lei Uruguaia, onde o limite legal que era de oito decigramas por litro, para três decigramas por litro de concentração de álcool no sangue.
A Lei é recente, 18.191 de 2007, e prevê um capitulo especifico por trafegar qualquer tipo de veiculo embriagado, que no caso da Lei prevê o limite de 0.3 decigramas de álcool no sangue (um copo de cerveja), mas o mais interessante é que prevê punição para aqueles que recusarem-se a submeter-se o teste do bafômetro como vemos a seguir.
Al conductor que se rehusare a los exámenes antes referidos:
A) Se le retendrá la licencia de conducir.
B) En virtud de su negativa, se le podrá aplicar una multa de hasta 100 UR (cien unidades reajustables).
C) La negativa constituirá presunción de culpabilidad.
D) La autoridad competente aplicará una sanción que implicará la inhabilitación para conducir entre seis meses y un año de cometida la primera infracción y, en caso de reincidencia, la misma se extenderá hasta un máximo de dos años.

A Lei do Uruguai é quase idêntica a brasileira, exceto no que tange a recusa pelo teste do bafômetro (etilometro), mas, mesmo não sendo mais “dura”, ela não atingiria seu fim e o sucesso, com seu efetivo cumprimento, não só pela palavra fria da Lei, mas sim da intensa fiscalização, que lá, se faz não só em dias específicos da semana ou em locais de balada, mas sim, se exige em qualquer local, qualquer horário, a fim de dar efetividade ao rigor formal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário