quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Anúncios ilegais sujam orelhões

Luiz Fernando Cardoso

Reportagem publicada por O Diário no último domingo revelou que 70% dos postes de Maringá apresentam anúncios. Uma poluição visual, proibida por lei municipal, que só não é pior do que a dos telefones públicos. Em novo levantamento no centro de Maringá, a reportagem constatou que 100% dos orelhões conferidos estão emporcalhados por anúncios.

A reportagem percorreu novamente a Avenida Brasil, no trecho entre as avenidas São Paulo e Paraná. Dos 30 telefones públicos, nenhum ficou imune à ação dos mototaxistas.

Num "território" dominado pelo serviço de mototáxi, apenas três orelhões apresentam anúncios para outras finalidades. Um deles, também encontrado em postes na área central, informa sobre aulas de Nipo Ninjutsu, a arte secreta ninja que garante oferecer treinamento com mais de 50 tipos de armas brancas letais.

Assim como constatado por O Diário no caso dos postes, há quem considere as colagens nos orelhões como de utilidade pública. "Acho que ajuda, porque nem sempre você tem o número do mototáxi na mão", comentou o vendedor de loja Milton França. Contudo, também não faltam críticas. "Não uso mototáxi e, se usasse, não ligaria para quem faz essa nojeira", diz o locutor e mestre de cerimônias Eliabe Ferreira.


O Sindimotos, sindicato que representa os mototaxistas em Maringá, se dispõe a ajudar na fiscalização e alega que as colagens nos telefones públicos são feitas por clandestinos. "Quase 70% dos mototaxistas da cidade trabalham sem a documentação exigida. São eles que fazem isso nos orelhões", diz o presidente do sindicato, Mauro Afonso Garcia.


Fiscalização

A Prefeitura de Maringá explicou que os mesmos critérios de fiscalização dos postes são adotados nos telefones públicos. Primeiro, a Fiscalização Integrada da Secretaria de Gestão e Fazenda notifica os infratores.

Havendo reincidência, uma multa inicial de R$ 500 é emitida, podendo dobrar caso o problema persista. Por meio de sua assessoria, a Oi – empresa responsável pela telefonia pública na cidade – informou que mantém um programa permanente de limpeza e conserto de telefones públicos.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário