segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Setor de moto peças em evolução profissional

Blitze visam orientar motociclistas quanto à importância de andar conforme a lei e cuidar da moto
FOTO: SILVANA TARELHO 01/05/2009

Desrespeito às leis quanto ao uso do capacete é comum; blitz quer conscientizar motociclistas sobre a prática
FOTO: HONÓRIO BARBOSA

Assomotos firma parcerias e realiza ações para auxiliar na capacitação de empresários do setor de moto peças; gestão do negócio é o maior problema no setor, diz presidente

O setor de duas rodas vive contradições bem peculiares. Enquanto assiste à evolução das vendas (mesmo com uma pequena desaceleração neste mês de outubro, o saldo será positivo); convive diariamente com a falta de experiência de muitos empresários que pecam na gestão de seus negócios. Rentabilidade, lucratividade, fluxo de caixa, controle de estoque e alguns outros são termos pouco amigáveis para a categoria. Quem aponta este desencontro não sou eu, mas sim Raimundo Nonato Lessa, presidente da Associação Cearense das Empresas Revendedoras, Distribuidoras e Prestadoras de Serviços de Moto Peças (Assomotos).

Fato é que o mercado de moto peças em terras cearenses ainda engatinha em muitos cantos da Capital e também nos rincões do Estado quando tratamos de gestão. Segundo Nonato Lessa, este segmento, quando foi criado no Ceará em 1994, veio de forma desorganizada. "Muitos donos de oficinas e lojas de peças nem usavam a informática. Foram crescendo sem profissionalizar, não se atentaram para cuidados como gerir o negócio pensando na lucratividade, numa melhor rentabilidade, em como fazer seu estoque girar sem perdas", explica. Para o presidente da Assomotos, a intenção é que a situação evolua aos poucos com as ações da entidade.

Parcerias

Em 2009, a Assomotos firmou parceria com o Sebrae-CE e, com isso, os associados começaram a ter acesso a cursos profissionalizantes. "Estamos com um grupo de pessoas fazendo curso de ´precificação´ atualmente. Existem outros. O Sebrae-CE arca com 50% dos custos e ao interessado ficam os outros 50% do valor", ressalta Nonato Lessa ao explicar como a parceria tem funcionado para as partes.

Além desta, a Assomotos está fechando uma outra com a Federação do Comércio do Ceará (Fecomércio-CE) e possui ações junto à empresas de plano de saúde e de telefonia. "Nossa intenção é fortalecer a entidade no decorrer da gestão, unir os empresários e dar a eles a oportunidade de fazer seus negócios florescerem", pontua. A Assomotos conta hoje com 100 sócios e a ideia é que o número dobre até o final de 2012. Criada em 1994, a Assomotos também vem se organizando para formar seu corpo jurídico e oferecer assistência aos seus associados.

Blitz Educativa

Uma outra iniciativa que está sendo programada pela Assomotos prevista para acontecer na primeira semana de dezembro será uma blitz educativa. Segundo o presidente, "já estamos em negociação com o Detran, AMC e outros órgãos públicos para definir o local e como eles podem participar da ação". A blitz terá finalidade preventiva e corretiva. "Algumas pequenas correções faremos na hora, como uma farol queimado, um check-up para ver se a moto está bem. Também daremos toda orientação necessária para casos mais complexos", finaliza.

Mais informações

Assomotos

Para se associar à entidade, ligue para o telefone (85) 3254-7661. Falar com Jayse. Mensalidade: R$ 37,00

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário