quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Moto Honda investe em novo centro educacional em Manaus

O Centro será voltado para o aprendizado das técnicas de pilotagem com segurança na região e um Centro de Treinamento e Serviços (CTS).

[ i ]Espaço custará R$ 10 mi e está sendo construído no bairro Aleixo. Foto: Raimundo Valentim

<a href="http://ads.d24am.com/www/delivery/ck.php?n=af4bc081&cb=2599" target="_blank"> <img src="http://ads.d24am.com/www/delivery/avw.php?zoneid=6&cb=2599&n=af4bc081" border="0" alt="" /> </a>

Manaus - Com investimento de R$ 10 milhões, a Moto Honda da Amazônia deverá inaugurar, em Manaus, até março de 2012, o terceiro Centro Educacional de Trânsito Honda (CETH). A unidade funcionará em uma área de 402 mil m², no bairro Aleixo, sendo 237 mil m² de área construída e 165 mil m² mantidos como Área de Preservação Permanente Natural (APPN), com capacidade para treinar gratuitamente cerca de 4 mil motociclistas por ano.

O Centro será voltado para o aprendizado das técnicas de pilotagem com segurança na região e um Centro de Treinamento e Serviços (CTS), que oferecerá treinamento e capacitação aos técnicos e mecânicos da rede de concessionárias Honda.

Segundo o gerente de relações institucionais da Moto Honda da Amazônia, Mário Okubo, problemas na liberação das licenças ambientais atrasaram a conclusão dos trabalhos prevista inicialmente para novembro.

“As obras pararam em junho. Erramos na informação da metragem e por isso não conseguimos a licença. Mas agora já temos todas as licenças dos órgãos ambientais e as obras iniciam em novembro. Se a chuva deixar, em março ou até abril o CETH de Manaus estará pronto”, declarou.

Okubo destacou que a unidade terá a mesma qualidade técnica e estrutural dos CETHs de Indaiatuba (SP) e Recife (PE), onde já são desenvolvidos programas educativos e atividades de conscientização no trânsito, além de qualificação profissional. “As pessoas acreditam que a grande vilã é a moto. A moto não é a vilã. Os pilotos despreparados e sem conhecimento de direção defensiva é que são os vilões. Nós vamos prepará-los”, destacou Okubo.

Detran deve usar espaço para habilitação

O gerente de relações institucionais da Moto Honda da Amazônia, Mário Okubo, revelou que a nova área de treinamento da Moto Honda poderá ser utilizada pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM). “Estamos em conversa com o governo do Estado, para que a nossa área de treinamento possa ser usada para o licenciamento da carteira de habilitação”, disse.

O supervisor de área de treinamento de serviços em Recife, Ericson Pavolin, enfatizou que a proposta das unidades de treinamento é conscientizar a pilotagem com segurança. “Todos os motociclistas têm seu próprio vício e aqui vão aprender como conduzir de forma mais correta e segura a moto. Abordamos a frenagem correta, que tem que ser 70% com o freio dianteiro e apenas 30% com o traseiro, mas a maioria faz o inverso. Também abordamos o posicionamento correto, dentre outras informações que não são obtidas quando vai tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

De 1998 a 2010, a Honda treinou mais de 140 mil motociclistas e 3 mil instrutores de pilotagem.

Já na setor de treinamento e serviços, o CTS vai atuar para levar capacitação aos colaboradores das concessionárias da região.

Conforme Okubo, o CTS também desenvolverá um projeto social e voltado à capacitação de jovens entre 17 e 19 anos, em situação de risco e de comunidades carentes. “O treinamento é de aproximadamente dez meses e serão selecionados, em média, 20 jovens por ano que farão cursos de iniciação profissional mecânica. É um curso de formação técnica e pessoal”.

*A repórter viajou a convite da Moto Honda

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário