terça-feira, 29 de novembro de 2011

Carona Segura

Você é responsável por quem carrega na garupa...

Com a chegada do verão e período de férias viagens são comuns para todos, mais motociclista lembre-se que você é responsável pela segurança daqueles que pegarem carona em sua motocicleta, portanto certifique-se de que estará atendendo ao que a legislação estipula. A idade mínima para o passageiro é de 7 anos, assegure-se de que ele possua condições de cuidar da própria segurança durante o trajeto e  dê a ele as seguintes dicas:

·                Usar sempre capacete dentro das especificações do CONTRAN e certificado pelo INMETRO

·                Usar roupas adequadas e de cores claras para facilitar a visualização. Principalmente à noite e em dias de chuva

·                Não tentar ‘pilotar’ a motocicleta junto com o condutor, pois este tipo de comportamento coloca em risco a segurança de ambos, o mau posicionamento do carona desloca o centro de gravidade e acentua o risco de acidente

·                Estar atento no momento da ‘arrancada’ para não cair da motocicleta com este primeiro impulso

·                Manter sempre os pés firmes nas pedaleiras, para evitar o atrito com o chão e consequente acidente

·                Não distrair a atenção do piloto, pois pode causar graves acidentes

 

Lembre-se: transportar menores de sete anos é infração gravíssima, penalizada com multa e suspensão do direito de dirigir!

 

As vestimentas dos caronas devem seguir as mesmas recomendações acima citadas, pois em caso de queda os mesmos estão sujeitos aos mesmos riscos que os condutores.

 

Echarpes – ou outro tipo de assessório da vestimenta que se projete para além da cintura quando a pessoa está em pé, poderão enrolar na roda ou na corrente quando o passageiro sentar no banco da moto.

Cadarços – O cadarço dos sapatos, fios ou cordões que se projetem do calçado, das barras das calças, ou mesmo de cintas colocadas na cintura, poderão causar acidentes quando o passageiro sentar no banco da motocicleta.

Bolsas– Cuidado com bolsas e sacolas com alças longas que possam permitir proximidade com a roda traseira.

 

Você motociclista deverá verificar a utilização correta dos EPI disponíveis aos seus passageiros:

 

Observe a fixação do capacete. A jugular deve ser ajustada para que o capacete fique firme na cabeça. A numeração/tamanho do capacete deve estar de acordo com cada passageiro.

A viseira deve ser fechada antes do deslocamento.

Passageiro de chinelo ou rasteirinha corre o risco de ferimentos graves nas extremidades dos membros inferiores.

Oriente seu passageiro para as seguintes situações durante a viagem:

Não colocar os pés no chão em nenhuma situação até o desembarque.

Ensine que a moto deita para o lado de dentro da curva e que isso é a garantia da sua estabilidade. Por isso o passageiro deve acompanhar o movimento do piloto.

Bagagem compatível com o equipamento

Lembre-se também que ao acomodar a bagagem a ser transportada ela deve estar de acordo com o equipamento utilizado.

O excesso de bagagem também poderá caracterizar infração, segundo o CTB - Código de Trânsito Brasileiro; e se a mercadoria não estiver bem acomodada poderá cair na pista e causar sérios acidentes.

 

Valter Ferreira da Silva

Motociclista Profissional; Idealizador e Fundador do SINDIMOTO/RS; Diretor Presidente SINDIMOTO/RS; Gestor em Transporte Terrestre; Perito de Trânsito; Instrutor de Pilotagem; Examinador de Trânsito; Pós-Graduando em Segurança no Trânsito.

 

Felipe Espindola Carmona

Motociclista Profissional; Advogado Especialista em Direito do Trabalho; Professor de Legislação Aplicada; Diretor Jurídico SINDIMOTO/RS.

 

Gabriela Gonchoroski Gonsalves

Motociclista Profissional; Dirigente Sindical SINDIMOTO/RS; Acadêmica em Ciência Política.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário