terça-feira, 18 de outubro de 2011

Prefeitura conscientiza população sobre tabela de preços do serviço de mototáxi

Com objetivo de conscientizar a população usuária dos serviços de mototáxi, a prefeitura de Porto Velho divulga mais uma vez a tabela de preço das corridas, tanto da bandeira 1 quanto da bandeira 2. “Essa tabela foi aprovada pelo Conselho Municipal de Transporte (Contrans) e só depois sancionada pelo prefeito Roberto Sobrinho, como mecanismo de proteção aos usuários”, afirmou o adjunto de transportes e trânsito, João Marcos Mendes.

A bandeira 1, de acordo com a tabela, custa R$ 3,00, acrescida de 0,50 centavos por quilômetro rodado. Na bandeirada 2, o usuário paga 0,69 centavos a mais por cada quilômetro rodado. “Quando a pessoa sobe na garupa da moto já está pagando R$ 3,00. A partir daí, acrescenta os valores de acordo com o horário dos serviços prestados, nos termos da bandeira 1 ou 2, explicou. João Marcos acrescentou que o valor da bandeira 2 é cobrado somente no período noturno, aos feriados e aos finais de semana.

De acordo com o adjunto da Semtran, os valores da tabela foram sugeridos pela própria categoria, após pesquisas e estudos que também levaram em consideração os custos com combustível e peças das motocicletas. A Semtran e o Contrans analisaram criteriosamente as planilhas apresentadas pelos mototaxistas. Só depois de realizarem todos os cálculos necessários, chegaram à conclusão de que era o valor a ser cobrado.

“Nada foi feito de forma aleatória, mas dentro dos critérios estabelecidos, levando em consideração o usuário e o prestador dos serviços”, disse. A normatização, conforme João Marcos atende ao que foi estabelecido através do Decreto n° 12.523, assinado pelo prefeito Roberto Sobrinho. Ele disse que a tabela representa um benefício principalmente para quem necessita utilizar mototáxi, pois evita as cobranças abusivas por parte dos condutores.

Ainda de acordo com o secretário, todo mototaxista é obrigado e disponibilizar a tabela de preços para os usuários no momento da prestação do serviço e cobrar somente o que é justo. Quem não cumprir, está sujeito às penalidades legais, começando pela abertura de processo administrativo. Ele também informou que o usuário que se sentir lesado poderá fazer a denúncia através do telefone 0800 4675-100.

O secretário destacou, também, que a prefeitura fez uma ampla divulgação nos meios de comunicação a respeito dos preços aplicados na tabela do mototáxi, mas voltou a tratar do assunto como forma de coibir possíveis abusos.

Fonte: Ascom PMPV

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário