quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Mototáxi regulamentação já!

 

 

Lomanto Lacerda
Presidente do Sindicato dos Motociclistas
e Mototaxistas do Sul da Bahia


A resistência foi grande, com várias mudanças de estratégia para não serem pegos pela repressão...

Por volta de 1996 um cearense chamado Adelmo trouxe do Ceará uma ideia para ganhar dinheiro em Itabuna. Carregar passageiro nas motos e cobrar pelo deslocamento. Alguns motociclistas toparam e surgiu a primeira central de mototáxi em Itabuna.

 O telefone tocava toda hora era os passageiros pedindo corrida para vários pontos da cidade, poucos eram os que arriscavam a ser mototaxistas entre esses corajosos que arriscavam tínhamos Aroldo, Zé Astro, Paulo e outros.

 Chegou a ser dado alvará de funcionamento para uma central de mototáxi, mas durou pouco a felicidade dos meninos e logo veio ordens do submundo do transporte pedindo aos políticos de esquerda e de direita que apertassem o cerco a esse tipo de transporte e o exterminasse dentro do município de Itabuna.

 Logo depois veio os anos das trevas dos mototaxistas, motos apreendidas, trabalhadores presos, invasão de centrais com fios de telefone e energia elétrica sendo cortados e muitos direitos constitucionais desses trabalhadores e cidadãos foram desrespeitados e ignorados.

 A resistência foi grande com várias mudanças de estratégia para não serem pegos pela repreesão da época que tratavam os mototaxistas como bandidos de alta periculosidade. Mudavam constantimente de ponto e a cana dura pagava gente para denunciar.

 O tempo foi passando e os governos de esquerda e de direita resolveram tratar os mototaxistas com vista grossa, ignorando completamente a atividade. As centrais iam abrindo em gande quantidade sem ocorrer à apreensão das motocicletas e sem serem obrigadas a fecharem as portas.

 Em poucos anos a cidade foi tomada por esse tipo de serviço que sobreviveu a repreensão e sobrevive superlotação.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário