segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Mortes de motociclistas batem recorde na Serra

 

Casos em 2011 superam volume registrado no mesmo período do ano passado

Adriano Duarte | adriano.duarte@pioneiro.com

A cada quatro mortes por acidentes de trânsito na Serra, uma tem a participação de motos, segundo levantamento do Pioneiro. De 1º de janeiro a 23 de outubro deste ano, 46 pessoas morreram na condução ou atropeladas por motos, superando o mesmo período do ano passado, com 38 casos, o que representa um aumento de 21%.

As vítimas, em sua maioria, são jovens do sexo masculino com menos de 30 anos. Somente no último final de semana, a polícia registrou cinco mortes de motociclistas na região.

Autoridades elencam diversos motivos para o elevado número de casos, entre eles, a alta velocidade, a imperícia dos condutores e o desrespeito ao motociclista.

— Tem uma disputa muito grande entre carro e moto. É uma rixa sem sentido, de motorista que não suporta ser ultrapassado. Mas não podemos esquecer que a imprudência é outro fator crucial para tanta tragédia — avalia o comandante do Grupo Rodoviário de Farroupilha, sargento Marcelo Stassak.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário