sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Instrutores de trânsito se mobilizam e podem parar

 

Quinta-Feira, 20 de Outubro de 2011 - 09:00

 

 

 

Instrutores de trânsito reunidos para debateram assuntos relativos a reajuste salarial. (Foto: Junior Lopes)

Os instrutores de trânsito que trabalham nos centros de condutores (autoescolas) de Naviraí, estiveram reunidos na quinta-feira, 13 de outubro, para debaterem sobre os valores recebidos das comissões de aulas por eles ministradas.

Atualmente eles afirmam que recebem R$ 6,00 por aula de 50 minutos (categoria B, aula de carro) e querem que esse valor seja reajustado para R$ 7,90. A comissão por aula de moto, de acordo com os instrutores, varia de 5 a 6 reais e a categoria cobra que haja um reajuste que eleve para R$ 6,30.

Atualmente 16 instrutores ministram aulas nas autoescolas de Naviraí. Na reunião realizada na semana passada, eles também debateram sobre o piso salarial da categoria. Os instrutores querem a elevação do piso para R$ 1.000,00 (valor real em carteira), pagamento do 13° salário e recebimento do valor referente às férias.

Na ata que foi lavrada durante a reunião, há relato de que alguns instrutores possuem registro em carteira, porém incompatível com o valor salarial recebido, já outros instrutores sequer são registrados.

Quanto às aulas noturnas, feriados e domingo, eles afirmam que não há recebimento de horas extras ou adicionais, questionando-se também o excesso da carga horária do instrutor. “Para que nos recebamos um bom salário, o mesmo acaba ultrapassando sua carga horária de trabalho diário”, explica um dos intrutores.

As reivindicações dos instrutores, segundo dois dos profissionais que preferiram não identificar, foram encaminhas aos seis centros de formação de condutores que funcionam em Naviraí.

Nesta sexta-feira, dia 21 de outubro, haverá uma assembleia da categoria para analisar as contrapropostas dos patroões. Não havendo acordo eles ameaçam uma paralisação total a ser iniciada a partir deste sábado, dia 22.

Fonte: Naviraí Diário

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário