terça-feira, 6 de setembro de 2011

Maurício Mattar agride motoboy no trânsito

em 03 de maio de 1999


Maurício Mattar agride motoboy no trânsito




São Paulo - O ator e cantor Maurício Mattar Kirk de Souza, de 35 anos, teve de dar muitas explicações para a polícia. Ele foi levado ao 15 Distrito Policial, no Itaim (zona sul de São Paulo), após ter supostamente espancado um motoqueiro. Rodrigo Martins de Matos, 27, em um dos faróis da avenida Juscelino Kubitscheck. Martins contou que Maurício desceu o vidro do carro, uma caminhonete Dodge RAM, e perguntou se ele estava com sono. O motoqueiro não respondeu e seguiu. Um pouco mais à frente, Mattar fechou a motocicleta. Rodrigo perdeu o controle da moto e caiu, fraturando o dedo-médio da mão direita. Em seguida, Mattar desceu do carro e começou a intimidar o rapaz. “Eu perguntava ‘você é polícia? Que direito tem de intimar? Parecia que tinha brigado com alguém e quis descontar no primeiro que aparecesse”, contou Matos.

Segundo o rapaz, as pessoas que estavam com Mattar eram estranhas. “Eram dois, dois (ri)... Não sei nem explicar. Mas um deles não sabia se era homem ou mulher”', explicou, sem entrar em maiores detalhes.

A primeira atitude do ator foi arrancar o rádio-comunicador das mãos do motoboy e acertar um chute em suas costas. A polícia foi acionada para resolver a confusão e, nem assim, conseguiu intimidar o artista, ainda segundo as palavras do motoqueiro. “Ele me acertou um tapa na nuca e disse que era para assinar de vez o seu 129 (artigo da lei que pune os crimes de agressão física). A polícia encaminhou os envolvidos na discussão para dois hospitais: Mattar foi para o Hospital das Clínicas, onde fez um curativo nas mãos, ferida após desferir um golpe no capacete do motoboy, e Matos foi para o pronto-socorro da Lapa (zona oeste da cidade). Depois disso, a dupla foi encaminhada para o 15 DP, onde registraram a ocorrência. Eles foram liberados logo depois do registro ser feito. O ator Maurício Mattar não quis dar entrevistas nem ser fotografado. Ele saiu do DP em um carro do Garra, equipe especial de investigadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário